Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Um dia, soube que ia morrer

por Bad Girl, em 23.09.08
Às vezes pensava, como toda a gente pensa, o que faria se soubesse quando ia morrer. É deprimente, a ideia, mas acredito que não haja uma única pessoa no Mundo que não tenha pensado, uma vez que fosse, o que faria se soubesse quando ia morrer. Ela está viva, hoje, e já não vê o dia da sua morte marcado no calendário. Ela já não tem medo de ir ao médico nem de fazer exames porque, sem saber bem como, a vida deu-lhe uma nova oportunidade. Difícil de convencer-se com coisas "do além", optou por não pensar muito nas razões que estiveram por detrás desta atitude da vida. Limitou-se, pela primeira vez, a aceitar uma dádiva sem a questionar. Mas o importante não é este assunto, do qual não gosta de falar e do qual só se recorda as vezes suficientes para poder agarrar-se à vida quando esta parece ter-lhe virado as costas. Só gosta de dizer que, se soubesse quanto tempo ia ter de vida, faria novamente a mesma coisa: primeiro ficava em casa uma série de dias seguidos a chorar a sua sorte. Depois fazia tudo como tinha feito até ali. Porque só isso lhe conferia a ideia de nada de diferente se estar a passar. Não fez a viagem da sua vida, não ligou para as pessoas a dizer que gostava delas (vá, admitamos, ligou para uma ou outra pessoa), não se despojou de bens materiais e não comprou tudo quanto queria porque não ia ter de pagar. Não fez nada. E talvez essa fosse a única atitude que a vida não esperava que ela tivesse. Talvez tenha enganado a vida, camuflada com a normalidade. Hoje em dia também não vive cada dia como se fosse o último. Sabe que era suposto a vida ter-lhe acabado no dia X. Considera que tudo o que veio a seguir foi lucro. Mas em resposta à pergunta: "O que farias se soubesses que tinhas um mês de vida?", ela limita-se a sorrir e a responder honestamente: "Nada."

Autoria e outros dados (tags, etc)

Breve interrupção no piloto automático

por Bad Girl, em 23.09.08
Só para vos fazer chegar a lição do dia.
Não sei de onde veio, se de uma música ou da sabedoria popular. Mas hoje senti na pele a importância de levar a sério uma frase que diz:
"Nunca voltes a um lugar onde foste feliz!"

Há braços que também contam como lugar, não há?


Este post vai sem imagem.
Porque não há imagem que o transmita.
Porque estou num computador que não é meu.
Porque é tarde e eu tenho sono.
A emissão segue em piloto automático até haver novas razões/ oportunidades de o contrariar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Rubrica "Oh tempo, volta p'ra trás!"

por Bad Girl, em 22.09.08

Pensaram que isto era só criatividade?
Que eu fazia as malas, que ia à vidinha, mas que ainda deixava para aqui um montão de originais prontos a papar? Pois... a imagem que fazem de mim até é generosa mas, na verdade, está errada. Isto aqui não vai assim, era só o que faltava.
Estreia-se, por isso (pela falta de criatividade "à pressão"), uma rubrica que faz reviver (quer queiram, quer não) alguns dos meus posts preferidos. No meio de tanta coisa, é provável que vocês ainda não tenham lido estes, que são mais vintage, digamos... Enjoy. Se já enjoyaram, olhem, enjoyem mais uma vez!

Para começar, volto aos primórdios do blog, para vos falar da minha incompatibilidade com animais de estimação, e relembrar a origem do Mr. KIA.

Autoria e outros dados (tags, etc)

The story

por Bad Girl, em 21.09.08

All of these lines across my face
Tell you the story of who I am
So many stories of where I've been
And how I got to where I am
But these stories don't mean anything
When you've got no one to tell them to
It's true...I was made for you
*
You see the smile that's on my mouth
Is hiding the words that don't come out
And all of my friends who think that I'm blessed
They don't know my head is a mess
No, they don't know who I really am
And they don't know what I've been through like you do
And I was made for you...


Brandi Carlile - The story

A música é linda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pensamento de outréns

por Bad Girl, em 20.09.08
Infelizmente, a abundância de sonhos é paga por um potêncial crescendo de pesadelos.

Peter Ustinov

Autoria e outros dados (tags, etc)

O tempo e o sexo

por Bad Girl, em 19.09.08

Importante: se estiverem a falar sobre sexo com alguém e, vamos supor, vier à baila há quanto tempo já não o fazem, a resposta pode muito bem ser:
- Há mais de um mês.
Porque um ano é mais de um mês.
Porque um mês não é muito, mas também não foi ontem.
Porque é a verdade da mentira, e essas são deliciosas.

Ou façam como quiserem, é só uma ideia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu cá estou de malas aviadas

por Bad Girl, em 18.09.08
E terei de estar fora uns dias. De qualquer forma, deixei aqui uns posts em piloto automático. O único problema é que a moderação de comentários só poderá ser feita aquando do meu regresso ou num qualquer cyber café.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Abre los Ojos

por Bad Girl, em 18.09.08
David: Every passing minute is another chance to turn it all around.
Sofia: I'll find you again.
David: I'll see you in another life... when we are both cats.
*
Dr. Curtis McCabe: And you didn't immediately wanna sleep with her?
David: Well, you know, I'm a pleasure delayer.

Vanilla Sky - 2001
Abre los Ojos - 1997

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ora fod@-se!

por Bad Girl, em 17.09.08

E pronto, está tudo estragado.

Unfortunately, due to circumstances beyond our control, Rufus' show in La Coruna, Spain is canceled.

Ai os tinhosos dos coruñeses estão a armar-se em esquisitos? Não querem o Rufus? Pois olhem, eu vou para a porta do Coliseu, música do Rufus aos gritos, e ainda por cima levo comigo a J.
E eles (ainda) não sabem, mas nós somos capazes de cantar alto.
Alto e mal.
Eles vão implorar ao Rufus para aparecer. Ai vão...

Alguém alinha? Só precisa cantar mal. E não ter medo de ir preso. É que a coisa é capaz de vir a dar para o torto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

De modos que é assim...

por Bad Girl, em 16.09.08

Andam duas moças a clicar diariamente num certo site à espera de novidades, e nada. Uma das moças, fluente na língua de Cervantes, ligou, ligou e voltou a ligar para o Coliseu da Corunha e só leva com respostas de um connaiseur do melhor:
- Quem? Rufus quê? Vem aqui? Ai aqui não vem, minha senhora, que nós não sabemos de nada... (OK, pronto, isto em castelhano da Corunha, que é uma coisa que não lembra ao Diabo. E olhem que o Diabo é gajo para ter um monte de ideias...)
Oh, pá, faltam pouco mais de duas semanas, o meu coração assim não aguenta.
Eu sei que ele teve duas, SIM, DUAS!!, actuações em Portugal, em Junho, mas foi em Famalicão. E I' don't do Famalicão (isso, e eu estava um tanto busy com um certo desportista que não vai à bola com o Rufus...). Por essas e por outras, arrisco-me a não poder ver o meu Rufinhos... É que hoje demos de caras com um comunicado do Manager assim, posto à bruta, como se pode ver aqui, a informar que os espanhóis estão a criar problemas. É o costume. Nem bons ventos, nem bons alinhamentos... Mas o que é preciso fazer? Terei eu de ir à Corunha ameaçar partir aquela merda toda? Ou, pior ainda: ir lá e efectivamente partir aquela merda toda? Assim como assim, e já que está para estes lados, que venha cá ao nosso Coliseu, que nós não somos pessoas de criar dificuldades a ninguém. E com o outro Coliseu estragado...

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Bad face

Bad Girls go Everywhere - Blog

Promote your Page too

Importa lembrar, sempre


www.freetibet.org


(nem sempre consigo creditá-las. Serão retiradas se alguém se sentir lesado)

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

(de borla, pelo menos...)

From Geek in Pink




Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.