Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




So what? - 2

por Bad Girl, em 22.07.09

Está bem que levaram o homem à lua. Mas lá que ele continua a não saber onde fica o ponto G, lá isso continua...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma mão cheia de beijos

por Bad Girl, em 21.07.09

A minha princesa, que hoje cumpre uma mão cheia de aniversários, um destes dias confessou-me no fim de um suspiro:

- O Filipe já não quer namorar comigo.

É parvo. Só pode. Mas quem raio acha ele que é para não querer namorar com a princesa mais linda do mundo?

- Deixa lá. Arranjas outro mais giro.

- Não há.

Era só o que faltava agora aquele trinca-espinhas ser o mais giro que há.

- Há, vais ver que há. Mais giro e mais esperto.

- Não quero.

Agora foi ela que teve uma coisinha má.

- Mas se ele não quer namorar contigo, o que é que vais fazer?

- Vou parar no meio do recreio e gritar muito alto: “Ninguém namora com o Filipe que ele é meu namorado”.

Apesar de um pouco pré-histórica, talvez até bastante impositiva, a clareza de pensamento não me pareceu mal de todo. Claro que, quando crescer, há-de fazer o mesmo com algum diz-que-disse, muitos requintes de malvadez e um bocadinho de cabrice. Vai fazer o mesmo pela calada. Em vez de atirar de frente, arma-se em sniper. Mas há-de acabar por fazer a mesma coisa. Mais grito, menos grito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

So what?

por Bad Girl, em 21.07.09

Está bem que levaram o homem à lua. Mas lá que ele continua a não saber baixar o tampo da sanita, lá isso continua...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pequena (?) praga

por Bad Girl, em 21.07.09

Que o AC Milan tenha de fazer um jogo decisivo frente ao Olympique de Lyon e que perca. Num jogo em que o Cissokho seja o homem do jogo. 

Logo eu, que nem vou à bola com franceses, mas que sou muito "olho por olho, dente por dente"... 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Habemus Papam

por Bad Girl, em 20.07.09

Eu juro que me senti tentada a falar sobre a alegada queda do Papa na banheira, que resultou num pulso partido, ou torcido, ou lá o que foi.

 

Mas aquele "casa de férias" não pára de ecoar na minha cabeça. Quando não se faz a ponta de um chavelho durante o ano, mudar de local onde se continua a não fazer a ponta de um chavelho é férias à mesma? 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sangue, estupidez e lágrimas

por Bad Girl, em 20.07.09

Uma pessoa ausenta-se do mundo durante uns dias e, quando tenta regressar, o mundo cai em cima dela. Foi exactamente assim que me senti ao actualizar-me hoje de manhã das coisas bestiais que foram acontecendo no fim-de-semana (e a portas de). Bestiais, neste caso, vem de besta, claro. Porque só uma besta pode pensar excluir da lista de dadores de sangue os homossexuais (e só os masculinos, que isto de segregar tem de ser assim: à grande!). É que nem sequer me parece que estas mentes brilhantes colocaram a questão óbvia que é: e como é que sabem se são homossexuais? Têm um detector à porta? Não, esperem, já sei: os imbecis que inventaram isto têm uma técnica eficaz: vão perguntar a todos os dadores se são ou não homossexuais. Aproveitam e perguntam se vão às put@s. É que isso parece-me ser um comportamento ligeiramente mais arriscado. Ou se são put@s. Ou se costumam engatar gajo(a)s nas discotecas e irem com ele(a)s para o banco de trás do carro. E aqueles senhores casados e pais de filhos que têm o bom hábito de ir ali à rua de Santa Catarina conviver com os travestis? São homossexuais? Em certas culturas (e algumas aldeias portuguesas) o parceiro activo não é considerado homossexual. Só aquele que é sodomizado. Como é que vão filtrar isso? Se calhar (mas isto sou eu a falar, que não sou médica e que tenho muito pouco jeito para usar apenas um neurónio de cada vez) faziam testes às pessoas e viam se podiam usar o sangue delas. Pronto, eu sei que é um método muito mais falível do que perguntar às pessoas se são ou não homossexuais. Mas custa-me um bocado a crer que as transfusões de sangue se façam sem o sangue doado ser analisado. E, a ser analisado, qual é a explicação? A homossexualidade pega-se?

 

Depois de ler aquela entrevista do link, fico a saber que não, que não analisam o sangue de forma absolutamente infalível. Fico muito descansada. O que também me encanta de sobremaneira é que, em explicação a isto o senhor do IPS (o seu nome não será mencionado aqui porque não gasto os meus dedos com gente assim) fala concretamente do HPV. Lá está. Uma doença masculina para dar o exemplo. Ele sabe bem do que fala, lá o senhor segredador. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ainda às voltas com isto...

por Bad Girl, em 16.07.09

Se achavam que a carta da Lucy aos admiradores era o degredo total, desenganem-se: a sô Dona Maya parte em defesa da tal da pobrezinha e estende-se ao comprido naquilo que parece ser um comunicado apenas para a sua protegida entender: está mal escrito, tem erros de pontuação e ajuda o público em geral a compreender que o que une estas duas pessoas é o desprezo total e completo pela língua portuguesa. Estas são as nossas figuras públicas. As que enchem as páginas das revistas e dos jornais, as que se sentem no direito de debitar alvitres sobre a vida alheia. O post sobre a carta da Lucy era irónico. Este post, sobre o apoio público escrito num comunicado confuso da Maya não é irónico. É um vómito. Já deixou de contar aqui a minha embirração pegada com a Maya. O importante neste post é o desprezo que sinto por pessoas que chegam a milhares de "admiradores" e que não os respeitam o suficiente para pedir a alguém com dois dedos de testa (ou com o ensino básico concluído) que lhes reveja os textos. É uma vergonha e estas pessoas deviam sentir embaraço por cuspirem asnices (o conteúdo e o contexto da mensagem interessam-me muito pouco) do género das que se encontram aqui. Até a Carolina Salgado, que saiu da casa de alterne, arranjou quem escrevesse por ela!...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Também aqui no BGGE não se fala de outra coisa: a Lucy apaixonou-se, malta! Passada a fase das fadinhas, a super-hiper-mega pirosa dedica-se, agora, às fodinhas. Que me parecem ser tantas e tão boas, que nem teve tempo de escrever ela própria a notícia no site. Vai daí, apanhou o primeiro admirador que tinha à mão (em férias da primária), e toca de o mandar comunicar ao mundo tamanha boa nova. O puto não teve culpa. Fez o que pode. Também, só tem dez anos...

Texto quase na íntegra aqui no blogue. Para se rirem a bom rir, o melhor é irem ao site da Lucy. É uma experiência que vale a pena. É como ir ao circo, mas só com os palhaços.

 

Queridos amigos e amigas,

Hoje falar-vos-ei de uma pessoa muito especial que entrou na minha vida de uma forma muito sublime. Sublime leia-se “com vaselina”.

Como já vos disse inúmeras vezes, o que tenho hoje não se deve apenas á à, filhinha, à. O acento é ao contrário. MÃE maravilhosa que eu tenho a sorte de ter, nem aos dons que DEUS me deu, mas também a VOCÊS que fazem de mim uma artista com inúmeros êxitos. Aprendi a palavra “inúmeros” ontem. Decidi usá-la duas vezes na mesma frase.

(...)

Muita tinta e papel têm gasto, muitas especulações e mentiras têm feito e inventado. Não fosse isso e eu não aparecia inúmeras vezes nas revistas...

Hoje, pela primeira vez vou agradecer à imprensa por ter despertado em mim o interesse profundo por uma pessoa maravilhosa que já conhecia há alguns anos. Mais à frente vamos perceber que “alguns” e “dois” é a mesma coisa.

A imprensa de tanto escrever e inventar acabou por nos aproximar de uma maneira encantadora, enquanto davamos dávamos! risadas sobre a polémica e as matérias que saíam.

Conhecemo-nos  há mais de dois anos viram? Dois = Alguns e fomos contruíndo Contruíndo ou construindo, tanto dá. uma linda e forte amizade ao longo do tempo. Muitas vezes jantavamos jantávamos! com os nossos amigos, falavamos falávamos! (ai que eu sou tão pobrezinha que nem sequer tenho dinheiro para comprar um teclado com acentos!...)ao telemóvel e foi assim que me fui apercebendo do seu valor nunca se lhe acabava o saldo, não só como grande amigo que já era, mas principalmente pelo seu valor como homem.

Sempre vos disse desde o início que só entregaria o meu coração a um homem que tivesse os valores e os princípios que sempre idealizei: humildade, generosidade, amizade, simplicidade, um coração de ouro, fidelidade, ambicioso, trabalhador, amável, elegante, extremamente educado, protector, muito humano e charmoso :-) Infelizmente o relógio biológico começou aqui tique-taque, tique-taque e ele não é nada disto.

Por isso meus queridos amigos, vocês serão os primeiros a saber, não só em portugal assim, com letra pequena. Letra grande é a minha mãe, Deus e vocês. Portugal, pequenino. mas sim no mundo inteiro e em Marte? Há marcianos que estão desmaiados com a notícia, que fui pedida em namoro à minha MÃE como sempre sonhei com um lindo ramo de flores e uma aliança fora do normal, muito especial filha, chama-se anel vibratório e há em qualquer supermercado.

Eu sempre vos disse que não precisava de procurar o meu príncipe encantado, porque ele estava marcado no meu destino e que ele encontrar-me-ia há dois anos. Mas para alguém tão romântico, o conceito de amor à primeira vista não é importante, certo?.

Quero que saibam que sou tratada como uma verdadeira princesa e que acima de tudo ele me respeita muito como sempre respeitou todas as pessoas que pela vida dele passaram Incluindo as fadinhas. Dá-se muito bem com as minhas fadinhas.

Ele vai dar-vos uma palavrinha :-) que eu já lhe dei a password do meu site.

 

 

 

Grandes amigos, É assim, à vontadinha

É com grande prazer e orgulho, que partilho com vocês um dos momentos mais felizes da minha vida, pois finalmente encontrei a mulher dos meus sonhos com quem quero passar o resto dos meus dias. Tinha-a encontrado há dois anos, mas apesar de falarmos ao telefone e jantarmos e nos rirmos, nunca tinha dado por ela. Faz de conta, portanto, que a encontrei agora.

A mulher que eu sempre idealizei por dentro e por fora Pois vi numa ressonância magnética e numa ecografia. Ela é a minha cara Se começas assim com insultos vais longe....

Fiquem descansados porque eu trato-a como uma verdadeira princesa, tal qual ela é. Ufa!

Nunca pensei que existisse uma mulher com um coração do tamanho do mundo é silicone, filho. Eu também achei um exagero..., com uma personalidade tão forte, com uma ambição tão grande, uma tremenda força de vencer e ao mesmo tempo uma flôr olha, descobri os acentos neste teclado e vou usá-los, mesmo em palavras que não precisem. Como flor., de tão delicada que é.

Sinto-me extremamente feliz por ter o filho e a mulher mais lindos do mundo Sendo que não partilham o mesmo ADN, devo dizer-te que tiveste cá uma sorte!!!!. É com ela que quero  partilhar o resto da minha vida e construír sai mais um acento desnecessário! uma família linda, ainda maior.

Por isso peço-vos que me desejem BOA SORTE, porque por esta mulher eu vou até ao fim do mundo. E ainda assim não sei se consegues fugir às fadinhas.

Um abraço grande do amigo YANNICK DJALÓ :)

 

Como vêem estamos muito felizes e hoje é apenas o nosso presente malta porque o futuro só a DEUS pertence. Hoje é o presente. Malta. Aprendam, tá? O futuro pertence a DEUS. Portugal, letra pequena. Deus, já sabemos, malta, letra grande, que eu sou muito crente...

Como sempre vos disse, vocês serão sempre os primeiros a saber do que se passa na minha vida pela minha própria mão, boca e coração :-) eu não sei se quero saber o que se passa na tua boca...

Obrigada por tudo do fundo do meu e nosso coração e não se esqueçam malta, que os PRÍNCIPES ENCANTADOS ainda existem ;-) Malta, não se esqueçam. Portugal, letra pequena. Mãe, Deus, príncipes encantados, tudo maiúsculas!...

 

Beijinhos dos vossos eternos amigos

 

LUCIANA ABREU & YANNICK DJALÓ Letra grande, malta!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cromos da minha caderneta

por Bad Girl, em 14.07.09

Estava aqui eu desassossegada no meu canto quando, na sexta-feira passada (coração nas mãos com a Bad Mum prostrada num bloco operatório durante sete horas), recebo uma mensagem no meu Facebook. E era uma mensagem qualquer, com um contexto qualquer? Não, não era. Era uma mensagem de um óbvio não leitor deste blogue, que acha que o “coisinho” é o Hi5, e que serve para comer gajas. Se não, vejamos:

 

Subject: olá

Olá, queres teclar um pouco cmg?
Diz-me alguma coisa, responde-me à minha mensagem.
Beijos do amigo: *****”

 

Quero. Aliás, o meu maior sonho é teclar com alguém que poupa em palavras “cmg”. Principalmente no dia exacto em que estou ansiosa por saber notícias da minha mãe, coisa que até estava escrita no Facebook, nem era preciso ir mais longe. O ar de desesperadinho dado a seguir, o “diz-me alguma coisa, responde-me à minha mensagem” também te fica muito bem, cromo. Aliás, basta ler dois posts deste blogue para perceber que uma das coisas que eu mais aprecio na vida é gajos a darem-se ares de cães abandonados. E depois manda-me beijos. Uns beijos quaisquer? Não, beijos do amigo. Oh, filhinho, tu és meu amigo no mesmo sítio onde tens os cornos, que é na tua cabeça. Já aqui disse que digo “sim” a todos os pedidos de amizade que me aparecem no Facebook. Até vou à bola com o coisinho. Mas cenas destas são deprimentes. E eu tenho de excluir o meu novo “amigo” e a sua foto com pose de bon vivant, tirada provavelmente na única viagem que fez na vida: a de finalistas.

Pronto, se calhar estou a ser injusta. O cromo provavelmente viaja na maionese todos os dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sleepless in Porto

por Bad Girl, em 09.07.09

 

Devia existir uma lei que obrigasse as entidades patronais a mandar as pessoas de volta para casa (falta justificada), quando estas estão com sinais evidentes de sono. E não é sono daqueles Ah, que canseira, levantei-me às 07h30 da manhã. Não. É sono daqueles Ah, que canseira levantei-me às 07h30 da manhã, levei uma cotovelada no olho logo no início da noite e lá para as 3 ou 4 da manhã roubaram-me a almofada à bruta. O que me levou a dar um grito. O que deu na explicação mais elaborada dos últimos tempos: estava a dormir.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Bad face

Bad Girls go Everywhere - Blog

Promote your Page too

Importa lembrar, sempre


www.freetibet.org


(nem sempre consigo creditá-las. Serão retiradas se alguém se sentir lesado)

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

(de borla, pelo menos...)

From Geek in Pink




Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.