Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Queda de pêlo do canídeo... adoro!

por Bad Girl, em 29.11.12

Após quinze minutos de "conversa" com a Furminator, recolhi da cadela pêlo suficiente para fazer um pequeno cachorro. Chamemos-lhe Rómulo, já que agora tenho de ir ali varrer o Remo das escadas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não sei o que me espanta mais...

por Bad Girl, em 28.11.12

Se o facto de uma inspectora da PJ ser - alegadamente - uma homicida, se o facto de alguém tão estúpido ser inspector da PJ.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Primeiro, uma citação:

"Warning: Don't get shampoo in your eyes. It really stings. There. Now no one has to fucking torture any animals for their entire lives." @rickygervais.

 

Agora eu:

Achava eu, na minha mais absoluta ingenuidade, que havia as marcas de cosmética que faziam testes em animais e assumiam (L'Óreal, isto é para ti), as que não os faziam, e as que trabalhavam para deixar de os fazer num futuro próximo. Inocente que sou, eu e esta minha mania de achar que as pessoas rumam ao civismo e ao bem, acreditava que as empresas se movimentavam do lado onde estão as que fazem testes em animais para o lado onde estão as que não os fazem. E tudo isto parecia seguir uma lógica, ou não fosse normal imaginarmos que as pessoas evoluem. Foi então que chegou a China. E tudo mudou. De que valem os direitos dos animais, quando falamos de um mercado de milhões de dólares? Prostituídas, as marcas que, até há pouco tempo, faziam bandeira das suas políticas "cruelty free", dão agora o dito pelo não dito (algumas, como a Caudalie, continuam a dizer nos sites que não fazem testes em animais e outras, como a Estée Lauder, dizem que só os fazem quando é estritamente necessário - quando raio é estritamente necessário torturar animais?) e baixam as calças ao poderio chinês que exige (leram bem, exige) que os cosméticos sejam testados em animais antes de serem comercializados no seu país tão especial. Estamos a falar de gente que come gafanhotos fritos no meio da rua e que sai de casa para ir ao supermercado com o mesmo pijama com que vai dormir. Estão a gozar com a minha cara?

Para mim, ainda pior do que as empresas que sempre foram assumindo esta obscenidade dos testes em animais, são as outras. As que eram "cruelty free" enquanto essa verdade lhes era conveniente, mas que já não são, agora que alinharam em produzir chinesices.

Avon, Estée Lauder (Clinique e MAC incluídas), Mary Kay, Yves Rocher, L'Occitane e Caudalie. Ei-las. As meretrizes de beira de estrada (lamentavelmente poderá haver mais), que trocam princípios por Yuans. A PETA, em conjunto com o Institute for In Vitro Sciences e outras instituições, está a trabalhar com o governo chinês, conhecido pela sua abertura e tolerância, para o fim desta "lei". Por enquanto, pouco ou nada mudou. É obrigatório fazer testes em animais para vender cosméticos na China. Se há empresas que se mostram impassiveis perante toda a mudança de princípios, outras há que voltam atrás nas suas decisões, constrangidas. É o caso da Urban Decay que, após o anúncio de "mudança" de preceitos morais para agradar à China, voltou atrás na decisão e decidiu dar ouvidos e ceder às pressões dos consumidores europeus. Infelizmente, foi hoje anunciada a compra da Urban Decay pela L'Óreal, o que me deixa com pouca ou nenhuma esperança também neste caso.

Vá ou não mudar este absurdo legal na China, a verdade é que as atitudes ficam com quem as tomam. E eu alinho com Ricky Gervais num apelo ao boicote a todas as marcas que fazem testes em animais. É díficil fazer compras só de marcas "limpas". Pois é. Eu sei. Já o era para mim há meia dúzia de dias atrás, antes de ter ficado ao corrente desta vergonha. Mais difícil será agora. Mas pelo menos ninguém me está a esfregar os olhos com creme hidratante.  

 

Mais info:

Avon, Mary Kay, Estée Lauder Paying for Tests on Animals

L'Occitane and Yves Rocher: The big-name beauty brands among those ditching  cruelty-free animal testing policies to sell their products to China

 

Desculpem a seca do post, mas há coisas que não podem ficar por dizer. Que as decisões de cada um sejam isso, decisões, e não escolhas adormecidas de contexto, empobrecidas de conhecimento.  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Se, neste país da treta...

por Bad Girl, em 26.11.12

... um filho da puta de um energúmeno do caralho (sim, vai sem arrobas e sem paninhos quentes, com palavreado de latrina, que é o que um imbecil destes merece) pode arrastar um animal pelas ruas e incorrer no risco de pagar, apenas e só, uma coima, então que a coima seja a máxima, de € 3.640,00. Se o universo quiser, este psicopata da merda, lixo do género humano, há-de ter de ir vender um rim para pagar a multa. Se não, olha, que dê um tiro nos cornos, que era um favor que fazia à humanidade.

 

E já revíamos esta estupidez de Lei que "acha" que um animal é uma coisa.

 

Sim, estou enervada.

Não, não passa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sabemos que o mundo está errado...

por Bad Girl, em 25.11.12
.... quando subsiste a necessidade de haver dias como o de hoje.



25 NOVEMBRO | DIA INTERNACIONAL PELA ELIMINAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES

A violência doméstica é um crime público. Diz respeito a todos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

... que aparece uma Instituição de Solidariedade a rejeitar ajuda. Difícil de acreditar, não é? Então vamos lá a isto: aparentemente houve uma oferta de donativo a esta Instituição por parte da TVI. A ideia era simples: pedir aos concorrentes da Casa dos Segredos, certamente um dos programas com mais audiências no canal, que doassem algumas peças de roupa para leiloar. O dinheiro conseguido nesse leilão seria doado, então, à ES - Emergência Social. Simples, não é? Eu podia comprar um par de calças, ou o que estivesse a leilão, e o meu dinheiro serviria para ajudar a ES a cumprir a sua missão que é a de, de acordo com o seu site, "combater a pobreza e a exclusão social". Diz esta IPSS, também no seu site, que tem o "objectivo de sensibilizar para as questões que implicam atentados contra a dignidade humana".

 

 

É tudo muito bonito, assim no "papel". Não sei quem são as pessoas que estão por trás da ES. Certamente é boa gente que, lamentavelmente, caiu no erro de ser preconceituosa enquanto defende o fim do preconceito. Mas outro preconceito. Aquele que eles aceitam como tal. Eu não sei nada sobre os concorrentes da Casa dos Segredos. São mais de 20, por isso deve haver lá gente boa e gente má. Como no resto da sociedade. Também não sei nada sobre as pessoas que iriam comprar as peças de roupa dos concorrentes da CdS. Talvez fossem comprá-las porque são fãs dos concorrentes. Outras talvez só quisessem ajudar. O que eu sei é que uma atitude destas "veste" muito mal a quem a toma. Não compreendo esta coisa de escolher a ajuda que nos chega. Sempre pensei que, preservando a dignidade - e não há nada nesta "oferta" que ponha em causa a dignidade de quem é ajudado pela ES e de quem poderia vir a ser ajudado pela TVI - toda a ajuda é bem-vinda. Aparentemente, estou errada. Há pessoas que põe a sua intolerância acima da Instituição que representam. E isso, a meu ver, é lamentável. Espero honestamente que nas pessoas que ajudam esta Instituição haja mais discernimento do que nas pessoas que a gerem. Se assim não for, é bem possível que as pessoas que ajudam esta Instituição confundam quem está no final da cadeia com quem está no meio que, do alto dos seus valores morais, são capazes de cometer atrocidades de dimensão imoral.

 

O comunicado da Instituição feito, como agora parece ser moda, na sua página de Facebook.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cinco dias fora de casa, nada de notícias, trabalho, trabalho, trabalho (algum conhaque, é verdade) e mais trabalho e, quando chego a casa TIRAM-ME O BURRO E A VACA DO PRESÉPIO?

Mas estamos a falar a sério? Lá que Maria era virgem, pois sim, está bem, damos isso em troca do Pai Natal, mas os bichos fizeram mal a alguém para agora serem expulsos do evento? Anos e anos de presépios vivos em que, claro está, o burro e a vaca eram os mais difíceis de manter quietos, e tudo para nada? E os direitos dos animais? Nada? Tonto. O Papa é um tonto. E que não me venha como tretas: ele deve ter o Timewrap da Zon, mas ainda não aprendeu a trabalhar com aquilo. Ou então o dele é melhor. O meu só dá para andar uma semana para trás, mas sim, o dele deve ser muito melhor, afinal ele é o Papa. Deve alapar-se na poltronazinha design, pegar no comando e começar a escolher. O meu anda por dias, diz "Ontem, Última Quinta, Última Quarta...". Se calhar o dele diz "Ontem, Último Século, Último Milénio...". A sério, dois mil anos de humanidade estúpida? Ou apenas nos estamos nas tintas? E Jesus? Afinal nasceu 4 ou 6 anos antes de Cristo? E agora? Estamos em 2016? Ou em 2018? Eu, que sou pouco dada a estas coisas religiosas, sempre alinhei na história. Era gira. Havia uma virgem que ficou grávida (Failure 1) de um ser divino. O marido lá ficou ao lado dela (Failure 2). Acabaram a noite num estábulo, porque os hotéis estavam todos cheios. Devia haver uma conferência grande na cidade ou isso. Depois ela pariu, o bebé foi lá para a manjedoura e foi aquecido pelos bichos (e agora? O bebé fica com frio, é?). E mais a estrela cadente e os três Reis Magos e tudo o resto (Failures 3 a 10). E eu gostava da história. Sendo uma história, claro. Com muitas falhas, muitas coisas por explicar, mas era uma história, não era suposto vir agora o alemão dizer que está errada. Dizer que os bichos não estavam lá? Quer dizer, é inequívoco que a mãe da criança era virgem, se calhar os ginecologistas da altura passaram um certificado. Mas bichos num estábulo??????? Não, isso não está correcto. Porque a Maria e o José, no stress das contracções, acharam por bem expulsar os bichos da casa deles...

Agora estou para aqui feita tonta, a preparar-me para tratar de fazer a decoração natalícia, burro numa mão e vaca na outra (estou a escrever com o nariz, calem-se, não me estraguem a história) e o que é que lhes faço? Vão para o lixo? Ponho-os a decorar a casa permanentemente? Já não sei nada...

 

Entretanto, e já que o Sr. Ratzinger quer estragar a minha infância, cá estão outras sugestões:

 - Os anões não eram (nunca foram) sete. Eram cinco e trabalhavam nos correios.

 - Já a Bela Adormecida andava a Xanax. Não foi um príncipe que a acordou. Foi um desfibrilhador.

 - O lobo nunca existiu. Nunca comeu a avozinha. A Capuchinho matou a avó e acusou o lobo. Os lobos só apareceram no Mundo no século seguinte.

 -  A Cinderela limpava casas porque queria ir triunfar para Hollywood. Roubou uns Louboutin a uma das patroas e perdeu um deles quando vinha de uma festa, completamente embriagada.

 - Lewis Carroll não era pedófilo e não estava apaixonado pela filha menor dos vizinhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vá, não batam mais no ceguinho...

por Bad Girl, em 18.11.12
Por causa de um post lá de baixo, já vieram os geeks (e se calhar os menos geeks e até os não geeks) todos dizer que se o QR code apresentado aponta para o blogue, então é estúpido (ninguém disse 'estúpido' mas eu sei bem o que a casa gasta. Afinal são MEUS leitores, não me vão deixar ficar mal.) o QR code estar no blogue. Sim, pronto, têm razão, não faz sentido, por isso hei-de pôr um no blogue a apontar para o Facebook e outro no Facebook a apontar para o blogue. Ainda que o blogue seja meu e eu ponho lá o que quiser. Ou não. Se eu passar a odiar QR codes, não ponho em lado nenhum. Há gente com tão mau feitio a ler-me. Não entendo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bad girl goes somewhere

por Bad Girl, em 17.11.12

 

Como é que uma pessoa que sofre de ligeiro OCD faz uma mala:

 

 +

 

+

+ 

+

 

+

+

+

+

+

+

 

=

  

=

 

 

E, no regresso, estará tão bem ou melhor. Não prometo é que sobre tanta mala...

 

 

Elapsed time: 17 minutos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

As intermitências das massagens

por Bad Girl, em 16.11.12
Já há muito que aqui não partilho episódios insignificantes da minha vida que, por serem descritos de uma forma tão dramática e metaforizada, até parecem interessantes.
Posto isto, vamos lá à história das massagens.
Eu gosto de massagens. É assim que a minha sobrinha começa as suas composições. Ou com um 'era uma vez'. Mas era uma vez uma massagem é desagradável. Para mim, sobretudo, se pensarmos que eu pretendo repetir o evento. Adiante, eu estava a dizer que gostava de massagens. Ao contrário da maior parte das pessoas que têm o prazer de conviver comigo, eu não quero a coisa das massagens das velinhas, e dos cantos tibetanos, e das senhoras com mãos de manteiga a fazerem-me cócegas. Ora considerando o exposto, a minha busca por massagens vigorosas é coisa para nunca ter um fim. Isto porque as pessoas, genericamente, acham que a coisa da massagem tem de ser romântica, para relaxar (leia-se desmaiar de tédio) e sair dali a cheirar a óleos e com os cabelos tão gordurosos que fazem as batatas do McDonald's parecerem bocados de Madeira seca. Adiante, as pessoas querem festinhas, não compram massagens brutas, os sítios da porrada fecham e eu lixo-me. MQT está no meio, qual Humpty Dumpty. Não é a coisa do ser pré idoso (é hoje que ele deixa de me falar). É a hérnia. E a hérnia é um bicho que ataca pessoas de tenra idade também. Ora o meu Humpty Dumpty gosta de massagens vigorosas, mas menos. Se houver algo intermédio entre a porrada de criar bicho e o amassar pão, MQT aceita. E por isso lá marquei eu uma massagem descrita no menu como 'vigorosa' e outra de óleos. E lá fomos nós. Para gáudio dos senhores tailandeses, informamos que a tareia era para mim. E lá nos separamos, cada um na sua marquesa, ambos a achar que saíamos dali a sorrir. E eu lá estava, tão satisfeita quanto expectável, a levar com cotovelos e nós dos dedos, socos e joelhadas, com tareia mais ou menos 'vigorosa', certamente obedecendo a alguma lógica medicinal tailandesa. Aí aos vinte minutos de massagem abro os olhos e deparo-me com MQT querido e seu massagista, um deitado e outro a caminhar concentradamente por cima das suas costas. E só pensei no quão lixada estaria, eu e as minhas ideias 'para ti escolhi uma de óleos, vê lá se não adormeces durante a tua massagem, enquanto eu levo tareia', quando um entrevado MQT saltasse (maneira de dizer) da marquesa. Tamanha preocupação nem me deixou aproveitar devidamente todas as vezes que os meus ossos estalaram. E o MQT? Diz que se sentiu mais alto depois da massagem. Mas como tem 1,80, não pretende repetir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Bad face

Bad Girls go Everywhere - Blog

Promote your Page too

Importa lembrar, sempre


www.freetibet.org


(nem sempre consigo creditá-las. Serão retiradas se alguém se sentir lesado)

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

(de borla, pelo menos...)

From Geek in Pink




Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.