Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Das coisas que fazem toda a diferença...

por Bad Girl, em 30.03.13
... e que valem mesmo a pena.
Vamos dar início à narrativa (parece que a palavra está na moda):
Na quinta-feira passada uma colega e eu tivemos uma reunião. Deixamos o carro no piso -3 do parque e entramos no elevador. O elevador parou no -2 e entraram dois idiotas. Eu devia ter escrito senhores, ou homens, mas não me parece adequado, e isso ia tornar a narrativa pouco fiel à realidade. Adiante, os dois parvos entram e nem "boa tarde" nem nada, isso ainda é o menos. Continuam a conversa que traziam de trás, um deles explicava ao outro que os filhos frequentavam um colégio privado, tem todas as condições, os miúdos saem de lá outra louça, fazia toda a diferença. Custa caro, sim senhores, mas vale a pena, já ele tinha andado também num colégio privado e isso fez toda a diferença, claro que também valeu a pena, e depois o elevador chegou ao zero e eles passaram-nos à frente, de duas mulheres, ambas de saia e salto alto, não dava para confundir, e seguiram a sua vida, e eu lá disse em alto que sim, que valia mesmo a pena aquilo do colégio privado, que a educação era de um esmero irrepreensível. As pessoas são tão absurdas, nos seus mundos pequeninos e tacanhos, nas virtudes públicas e no nojo que são em privado...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vida de cão, claro...

por Bad Girl, em 27.03.13
Desparasitante interior para os dois adultos cá de casa: € 4,42 (os dois)
Desparasitante interior para a cadela cá de casa: € 9,99 (sim, só um)
Desparasitante exterior para a cadela cá de casa: € 20,15 (certo, só um)

Nao é que este país não seja para cães. Está mau é para os donos....

Autoria e outros dados (tags, etc)

Era favor cancelarem as investigações...

por Bad Girl, em 26.03.13

Andam a gastar tempo e recursos para deslindar a causa da morte do oligarca russo Boris Berezovsky, quando tudo me parece tão óbvio que dá pena.

 

Ora um oligarca é uma pessoa que tem algum dinheiro. Uma pessoa que pode ter carros topo de gama, casas de praia, casas de campo, aviões particulares, e que pode levar pessoas a jantar a Veneza. Um oligarca é uma pessoa ocupada. Uma pessoa que resolve problemas. Berezovsky tinha e era tudo isto e, por isso, tinha também meio caminho andado para conquistar Kátia Aveiro. Mas há coisas que o dinheiro não pode comprar, e acordar cheiroso era uma delas. Berezovsky leu a descrição do homem ideal de Kátia, cheirou-se ao acordar e... decidiu pôr termo à vida.

 

Fechem o caso e dediquem-se a coisas mais importantes. Encontrar um homem para a Kátia, por exemplo. Isto é uma coisa que me está a apoquentar desde ontem...

Autoria e outros dados (tags, etc)



Bad, uma "mãe" babada...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Se um post mete a cadela...

por Bad Girl, em 22.03.13
... É provavelmente uma analogia.
Não é nada. Hoje eu só quero contar-vos uma história sobre a vida cá em casa, vejam lá ao que chegamos.
A minha cadela tem uns rituais admiráveis. Por exemplo, terminada que está a hora de devorar a ração, ela dirige-se ao jardim, dá meia dúzia de voltas, efectua o seu cocó, e desata a correr casa adentro, olhando com desprezo para a merda que fez. Não achem que isto é uma analogia ao facto de José Sócrates ir comentar o estado do país. Esqueçam lá isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mas ver estas imagens e escolher o título "Mulher de Messi passeia classe (e o filho) em Barcelona" é, no mínimo, uma grande liberdade poética.

 

Eu sei que a senhora até traz com ela a tal carteira Chanel que dá com tudo, mas eu juro que há uma senhora que anda por ali pela zona do Parque da Cidade (é mais ao fim da tarde e à noite), que tem o mesmo género de... "classe". 

 

 

 

 

 

 

 

 

Gostos não se discutem. Se calhar é o street fashion levado a todo um outro nível.

Autoria e outros dados (tags, etc)

MQT Ensina...

por Bad Girl, em 15.03.13

... a sair airosamente (??!!??) de uma situação ABSOLUTAMENTE VERGONHOSA:

Bad - Todos iguais! Os homens são todos iguais!

MQT - Então?

Bad - Já estamos os dois em casa há mais de duas horas e tu nem reparaste que eu fui ao cabeleireiro!

(Breve pausa para dizer que eu sou pessoa para ir ao cabeleireiro uma vez de seis em seis meses. Aproximadamente. E que o que lá faço é basicamente... esticar o cabelo que é, de si, escorrido...)

MQT - Foste ao cabeleireiro?

Bad - Ainda perguntas?

(Estratégia 1: virar o bico ao prego)

MQT - Então e não me disseste nada? Das vezes que falamos durante o dia, bem me podias ter dito que ias ao cabeleireiro.

Bad - Não disse porque queria ver se reparavas! (Mentira. Não disse porque não calhou)

(Estratégia 2: bullshit)

MQT - Andas sempre com o cabelo tão bem, que nem dei pela diferença.

Bad - Essa não serve.

(Estratégia 3: arranjemos uma causa comum)

MQT - Olha lá, então o Benfica já está a ganhar?

 

Pronto, é assim. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Era só isto

por Bad Girl, em 15.03.13

HabemUs Papam.

(Habemos papa é castelhano)

Habemos Papam é só uma misturada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu ia avisar que este post é porco...

por Bad Girl, em 14.03.13
... ordinário e nojento, mas se eu não o explicar no final, só compreende quem tiver uma mente tão conspurcada como a minha.
Então é isto: hoje estávamos a falar de menstruação, cá em casa é assim, os temas são muito variados, quando MQT exclama:
- Agora já não se pode dizer "estou com o Xico", por causa do Papa.
E eu tão depressa repliquei "Pois não!...", como digo:
- Esquece, nunca fez tanto sentido.
- Ah?
- Não leste o "Sexus"?

E era isto. Quem entendeu, entendeu, quem não entendeu, melhor assim, fica mais perto do Céu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Imaginem que, um dia, o banco vos liga para comunicar que, provavelmente, vocês foram vítimas de fraude. Vocês, que como não usam o cartão de crédito, não viram o extracto e não perceberam os dois movimentos com um total de 700 € de compras à RENFE estavam lá por engano. Cancelam logo o cartão e ficam a pensar que 'sim senhores, aquilo é um banco de categoria, que protege os clientes' e atiram as mãos para o ar, que o banco percebeu que era uma fraude e não cobrou nada, certo?
Errado.
O banco cobrou o dinheiro, dois ou três meses depois do movimento mas cinco minutos depois da chamada. E tu? Tu vais ali à esquadra fazer queixa. E o senhor agente de autoridade, a custo e em pleno uso de ambos os indicadores, escreve a queixa, pesadamente, naquele bicho papão que dá pelo nome de com-pu-ta-dor. E tu esperas, com a serenidade de que és capaz, que o tac-tac-tac-tac termine. E ele termina, e tu pedes uma cópia da queixa e uma justificação para teres perdido ali grande parte da tua mocidade, e não há cá disso, pega lá um papelinho rasgado com o número do processo, já não se dão cópias de queixas, isso era dantes. Pegas no número e vais ao DCIAP daqui a uma semana, e aí sim, habemus cópia. Mas não habemus nada, lá no DCIAP informam que uma semana é para meninos, esperas aí um mês. No entretanto, vais ligando para saber que tal está a queixa, se vai ou não. E tu vais ligando, mas não há alma que te atenda. E tu desistes e apareces, cumprido que está o mês. Surpresa das surpresas: a dita mudou-se para a PJ. Como assim? Assim. Sem mais. Nem menos. Por acaso não, até ha mais: se queres uma cópia da queixa, preenches um papel. E esperas que a PJ te ligue, para te dizer que o papel está pronto. E liga. Quinze dias depois, mas liga. E tu lá vais, a pensar onde estará o papel agora. No Ministério da Administração Interna? No Gabinete do PM? Quem sabe se no Mundo? Sossegue-se: o papel está lá e tu irás tê-lo nas tuas mãos em breve. Antes disso, vens ali à tesouraria pagar. E tu dizes à senhora que não tens dinheiro contigo, só umas moedas. A senhora não quer saber, vais na mesma, aquilo custa pouco. E tu vais, e é mesmo pouco dinheiro, e tu pagas e já tens o papel, e já te apetece chorar, de tanta emoção, e corres para o banco, para lhes mostrares o papel, e eles que devolvam o dinheiro, e eles preenchem os papeis, e ficam-te com cópia da queixa, e a coisa parece que encontrou o seu caminho, e três dias depois ligam-te da merda do banco a informar que o puto do papel que suaste as estopinhas para lhes entregar não chega, tens, claro, de lá ir preencher um papel próprio para o efeito. Fazendo-te acompanhar do extracto do cartão de crédito. Sim, de há três ou quatro meses atrás. E perguntam vocês: mas eles não têm isso? Acham que nesta história há respostas fáceis?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Bad face

Bad Girls go Everywhere - Blog

Promote your Page too

Importa lembrar, sempre


www.freetibet.org


(nem sempre consigo creditá-las. Serão retiradas se alguém se sentir lesado)

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

(de borla, pelo menos...)

From Geek in Pink




Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.