Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Fazer as coisas, fazem todos...

por Bad Girl, em 30.04.13
Mas fazê-las com graça? Só alguns.

Autoria e outros dados (tags, etc)

E como podem vocês ajudar o Rodrigo?

por Bad Girl, em 28.04.13

Não faltam formas, haja vontade. Cá vai:
Deverão gostar da página do "Todos por um" no Facebook. É a melhor forma de estarem a par do que vai sendo feito. Link dois posts abaixo.
Deverão inscrever-se como dadores de medula óssea. Como e quando? Três posts abaixo e na imagem acima.
Trabalham numa empresa? Têm uma empresa? Então podem contribuir com bens ou serviços para serem vendidos no dia 05 de Maio.
Enviam-se para:
Albina Gomes Rua do Avilho n.108 4460-682 Custoias
Não têm uma empresa, não podem pedir nada a quem manda na vossa empresa, a vossa empresa não produz nada que possa ser vendido?
Então vão lá e compram. E divulgam por todos os vossos amigos, que algum deles há-de trabalhar num sítio dos bons...
Não têm dinheiro? Inscrevem-se como dadores.
Não podem ir no dia 5 por mil razões, quinhentas das quais não me dizem respeito?
Olhem aqui um NIB mesmo a jeito... 5200 5201 0010 3209 00164 (para que tiver dúvidas, é o do Rodrigo). Não quero que vos falte nada. Especialmente a saúde.


Um pouco de perfume fica sempre nas mãos de quem oferece flores - Provérbio chinês

Autoria e outros dados (tags, etc)

... e prepara lista para o próximo Big Brother VIP. Para ninguém desconfiar, contudo, faz de conta que é a lista de candidatos a presidentes da (de??) Junta.

http://www.publico.pt/local/noticia/joao-vieira-pinto-e-jorge-gabriel-candidatos-do-psd-em-freguesias-do-porto-1592585

Autoria e outros dados (tags, etc)

Todos por um - Facebook

por Bad Girl, em 26.04.13

Já gostaram da página do Todos por um?

Aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Todos por um". Temos encontro marcado?

por Bad Girl, em 25.04.13

A Ana Santos, que não conheço pessoalmente mas não hesitou em oferecer-me ajuda numa situação pessoal no início do ano (na blogosfera, como na vida, há gente assim, generosa) contactou-me para pedir ajuda na divulgação do Evento "Todos Por Um" que, depois de Lisboa, chega ao Porto no dia 5 de Maio. As palavras já foram escolhidas, e elas explicam exactamente o que é preciso fazer:

 

O Rodrigo é um menino de 3 anos que tem leucemia mieloide aguda. Depois de muitos tratamentos, encontra-se em casa à espera de uma solução em qualquer parte do mundo...» Foi assim que terminou a possibilidade do IPO dar resposta ao caso do Rodrigo. O seu corpo resistiu à quimioterapia e não existe nada que os protocolos possam fazer mais. Nem existe um dador compatível. Quando a notícia foi tornada pública, um grupo de bloggers em Lisboa acionou um movimento de solidariedade: Todos por Um. Ocorreu no passado dia 20 de Abril e, em tempo record, foi conseguida ajuda monetária para o Rodrigo poder partir em busca da sua cura, bem como a inscrição de mais 301 possíveis dadores de medula. Mas esta onda não se ficou pela capital e também o Porto se quis juntar ao que se tornou uma festa de generosidade e altruísmo. Rapidamente se uniram esforços – o tempo é o maior inimigo do Rodrigo – e teremos, portanto, o Todos por Um – Porto. Decorrerá dia 5 de Maio, aproveitando o simbolismo do Dia da Mãe, essa que  para o Rodrigo é um pilar, uma guerreira. Na Casa do Vizinho (na Rua Costa Cabral, 929, 4200-225 Porto) irá acontecer algo ímpar, contando com a participação de imensas pessoas com os seus talentos e disponibilidade. Haverá workshops de artesanato e decoração de bolos, de culinária, uma tertúlia, venda de artigos diversos e muita animação para que o Rodrigo tenha a possibilidade de encontrar a sua vida onde ela estiver. Estará igualmente presente o CEDACE, para que todos os que tenham essa possibilidade, doem sangue e se tornem potenciais dadores de medula óssea. O evento vai decorrer durante todo o dia, no entanto, o CEDACE só estará presente entre as 9 e as 13h.  

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Competir com um morto já deve ser chato. Quando, aparentemente, se nasceu para número dois, ser o número um que substitui o morto deve ser ainda mais aborrecido.

 

 - Ai, que querem matar-me. Olhem para mim, olhem para mim, estou aqui, querem-me matar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fobia

por Bad Girl, em 23.04.13

Durante anos cultivei uma fobia que degenera o conceito de fobia tradicional. Não hesiteis em julgar-me, ao saber do que se trata, pois eu nunca hesitei em julgar fobias alheias, algumas expostas em programas de televisão do TLC. Não, não tenho fobia a palhaços. Aliás, custa-me a entender como é que alguém tem fobia a palhaços. Desaprecio aranhas, já fugi delas a sete pés, mas não lhes tenho fobia. Adoro o escuro, como é que alguém lhe tem medo? E balões? Medo de balões, a sério? A minha fobia não é melhor nem pior do que estas (não sei se neste caso, das fobias, importa mais que seja melhor ou que seja pior do que as outras). Tenho fobia de… fotógrafos de casamentos.

 

Vá, riam-se lá um bocadinho, antes de continuar. A menos que tenham fobia a palhaços, e aí sugiro que não voltem mais aqui, que eu por vezes “apalhaço”.  

 

Voltemos então aos fotógrafos de casamentos: não está ainda provado que eles não sejam a razão pela qual eu nunca tive muito apetite pela coisa do matrimónio. Isso e a minha mãe, histérica, como fica sempre que há um evento assim a esse nível. Adiante, os fotógrafos dos casórios: tenho medo, muito medo, da altura em que chego ao pé dos noivos, para lhes dar um beijo, e logo vem de lá um senhor, câmara na mão, a virar o meu rosto mais para a esquerda, pede-me para pôr um pé mais para trás, que assim estou a tapar a renda do vestido da noiva, que ainda só tem 12.000 fotografias com aquele vestido, a obrigar a noiva a ficar em estátua, e agora sim, oh, porra, você fechou os olhos, temos de fazer tudo outra vez.

$%&%$#, eu fecho os olhos nas fotografias, deixem-me estar e vão para a pata que vos pôs.

E depois os noivos, em formato figuras de cartão, a tirar uma fotografia com cada um dos convidados, não mexe, chega para o lado, não é você, arranje o cabelo, dê o braço ao noivo (eu nunca gostei do gajo, apre!), agora sorria, não feche os olhos, não feche os olhos, não feche os olhos… ficou de olhos fechados, quer ver?

E o resultado final? Tirando um ou dois casamentos aos quais fui, todos os outros, sem excepção, tiveram:

 

- Uma fotografia da noiva a olhar para o espelho do quarto de solteira

- Uma fotografia da noiva ao telefone, presume-se que com o noivo

- Uma fotografia da noiva sentada na cama de solteira

- Uma fotografia de grupo, nas escadas da igreja

- Uma fotografia de cada pessoa da festa de braço dado com os noivos

- …

 

E há sempre aquela altura que os noivos desaparecem. E nós pensamos que sim senhores, foram consumar o casamento. Depois notamos a ausência também do fotógrafo e repensamos, cada um sabe de si, há casamentos assim, em que três é que está bem. E eles voltam. Normalmente o vestido, que custou uma pequena fortuna, está todo sujo. A maquilhagem já não faz efeito, seja o casamento no Inverno e a noiva esteja branca e a tiritar, ou no Verão, e aí aparecem os dois enrubescidos, a transpirar como suínos e com as maquilhagens derretidas.

O dia mais feliz da vida deles. Estragado por quem? Pois…

Sim, eu sei o que vocês estão a pensar: que eu só vou a enlaces parolos. Se calhar só. E há (dentro dos que cumprem as máximas noiva de branco, igreja, comes e bebes numa quinta, carro alugado para os noivos e gente que não se suporta a conviver harmoniosamente até à altura em que alguém se passa) de outro género?

Um dia, uma amiga decidiu que não havia cá fotógrafo, colocou umas máquinas descartáveis nas mesas e todos os convidados trataram de tirar fotografias. À boca pequena dizia-se que era para poupar. Eu cá acho que ela gosta muito de mim. As fotografias? Divertidas e genuínas.

Voltando à fobia (eu perco-me na coisa dos textos longos), ela piorou quando, no casamento da minha amiga A., o fotógrafo (que era também amigo do noivo), engraçou de tal maneira comigo que, não só me fotografou mais vezes do que à noiva (até fotos a entrar na casa de banho eu tinha, senhor meu Deus), como descobriu o meu número de telefone (foi o noivo, claro) e não me largou durante aquilo que me pareceram 5 anos (creio que foi um mês ou dois). Este fim de semana, o mundo deu-me razão, e houve uma noiva que ia fazendo do seu marido viúvo no dia do casamento, porque alguém achou que era giro tirar fotografias ao pé do mar. Encrespado. Eu não sou de intrigas, mas aqui parece-me evidente que não só tenho o direito de continuar com a minha fobia, como posso perfeitamente começar a utilizar este argumento como um dos principais quando informo, pela enésima nona vez as minhas tias de que não, não vão ao meu casamento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ontem passei por este acidente

por Bad Girl, em 22.04.13

E achei impossível que não houvesse ali feridos graves.

Hoje soube que não só não houve feridos graves, mas que um deles era jogador do FCP. Fez-me sentido: se Vítor Pereira passa incólume por entre todos os desastres que cria à sua volta, então nada mais natural do que passar esta capacidade aos seus pupilos. Um líder, portanto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ainda sobre o Big Brother "VIP"

por Bad Girl, em 22.04.13

Adormeci.

 

Antes disso ainda ouvi a senhora do Brasil exclamar, ao ver o Joca:

 - Nossa, que lindo!

 

Adormeci em gargalhadas, portanto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Outra constatação muito rápida

por Bad Girl, em 22.04.13

A Carolina Salgado nasceu no mesmo ano que eu.

A Carolina Salgado podia fazer de minha mãe numa novela (ou isso).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Bad face

Bad Girls go Everywhere - Blog

Promote your Page too

Importa lembrar, sempre


www.freetibet.org


(nem sempre consigo creditá-las. Serão retiradas se alguém se sentir lesado)

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

(de borla, pelo menos...)

From Geek in Pink




Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.