Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Portugal à escala do meu escritório.

por Bad Girl, em 20.06.13
No “meu” escritório havia um aparelho de fax. Verdade. Juro. Um aparelho de fax branco, ao jeito de electrodoméstico, que ora encravava ora cuspia folhas, alheio às pressas que preenchem o mundo.

O (chamemos-lhe) Zé insultava o fax diariamente, ora porque encravava, ora porque apitava mais do que devia, qual criança que chora sem ninguém entender de onde vem a dor, ora porque estava velho, e nós não apreciamos velharias. Pejado de desprezo no olhar, o (chamemos-lhe) Zé declarou guerra ao aparelho de fax, remoendo palavras de combate, sempre em honra de um pacto de agressão que ele fez na sua cabeça com o pobre do aparelho. E lá andaram o Zé e o aparelho fax, um passivo, outro agressivo, pelo menos durante dois anos. Até ao dia em que chegou um novo aparelho. Um aparelho preto, moderno, ao jeito de carro de corrida. Ele fotocopia, digitaliza, imprime e envia faxes. A cores, se for preciso. Era de achar que o Zé ia ficar contente, mas não. O Zé quis saber onde estava o outro aparelho, faltou-lhe o velho companheiro de guerra, contudo este já ia longe. E pronto, foi o fim do mundo. Só sabem complicar a vida às pessoas, claro está. O mundo contra o Zé. Então agora vêm cá deixar uma máquina que é preciso escolher o que faz? E quando encravar? Deixamos de ter impressora, fotocopiadora e fax? Um absurdo. Uma falta de respeito, claro. E temos de aprender a lidar com um aparelho novo agora? Logo agora que estamos tão cheios de trabalho? Caramba, estávamos tão bem com o velho aparelho...

Autoria e outros dados (tags, etc)

É por estes e por outros que a Igreja está como está. Velha, cansada, senhora beata que recrimina tudo e julga todos.

Ainda bem que não há pecados no seio da Igreja, que assim todos os padres, pecadores ou não, terão direito a uma missinha de corpo presente quando morrerem.

 

Recebam sempre o melhor possível qualquer irmão, ainda que fraco na sua fé. Não discutam com ele sobre os seus escrúpulos.

Uns crêem que se pode comer de tudo; mas outros há que pensarão que isso não está certo e irão ao ponto de comer só vegetais.

E aqueles que não acham mal comer de tudo não devem desprezar os que apenas comem certas coisas, tal como também estes últimos não devem julgar os primeiros, porque Deus os aceitou como filhos

Eles são servos de Deus, e não vossos. É a Deus que dão contas, não a vocês. Por isso deixem que seja Deus a dizer-lhes se fazem bem ou mal. E Deus pode certamente levá-los a fazer o que devem.

 

Diz que está escrito na Bíblia, ou isso...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma bola de detergente da roupa
+
Duas rolhas de cortiça
+
Peça da máquina do café por onde sai o vapor
=
ARTE



Na América esta senhora já estava a expor no MoMA.

Hoje houve mais. Deixo para depois, que não quero fazer disto um BoBA (Blogue of Modern Art).

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Eu sou o Roberto Cavalli e vou desenhar uma Beyoncé para o meu vestido.

 

Duas palavras: photo shop. Nha, nha, nha, explicação, nha, nha, nha, argumento óbvio, nha, nha, nha photoshop é tudo junto...

Se o Cavalli estica a Beyoncé eu não posso cortar uma palavra ao meio, querem ver?

 

Mas em que cabeça é que passa a ideia de transformar uma pessoa num fio de esparguete? Acham que passa sem ninguém dar conta?

Ai, Beyoncé, está tão crescida, que grande pulo tu deste, tens comido muitos legumes?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Enquanto me lembrar desta...

por Bad Girl, em 13.06.13

Durante 4 anos, 3 meses e 3 dias de relação, MQT nunca achou necessário ir ao médico.

Já andou mal das costas, com gripe, cortou um dedo (praticamente todo), teve febres, dores de vária ordem, ..., mas médico, nem vê-lo!

Ao 4º dia do 3º mês do 4º ano de relação, MQT sentiu a imperativa necessidade de ir ao médico, após perceber que não conseguia arrastar por mais tempo a tendinite no ombro.

Maldita a hora em que a tendinite, ao contrário da dor nas costas, da hemorragia no dedo ou das gripes não se curou sozinha. MQT querido precisa agora de muita atenção. De muitas vontades feitas. De muitas falas mansas. Porque MQT querido até - veja-se lá uma coisa destas! - tem de tomar comprimidos. Comprimidos esses que tive de ser eu a comprar porque ele se "esqueceu". Quando se "lembrou" deles outra vez, repudiou-os, pois havia de lhe ficar a doer o estômago com tudo aquilo. À sugestão de um protector gástrico a resposta foi...

 - Protector gástrico? Eu não sou nenhum mariquinhas!

   

Mas porquê, meu Deus, porque é que eu fui "casar" com uma cópia do meu pai?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O ar é de todos

por Bad Girl, em 12.06.13
E isso, às vezes, é uma pena.
João Moura Jr., um idiota que eu não conhecia até ontem, quer vender os cães. A mim parece-me lindamente, que se eu fosse cão também não quereria viver com um animal daqueles. Ora bem, tal como o ar, o Facebook também é de todos. E o João Moura Jr., que teria feito Egas Moniz devolver o Nobel, tem uma página onde achou por bem colocar as fotografias dos seus cães, para quem quiser comprar. Ora se eu quisesse vender a minha cadela (não quereria, que eu acho que os animais não se compram nem se vendem, adoptam-se e dão-se, quando tem mesmo de ser), tirar-lhe-ia fotografias em poses queridas, poses naturais, poses que eu facilmente encontraria, pois cadela cá de casa é um bicho que vive à imagem dos seus donos, é tudo paz e amor. E foi isso que o Moura Jr. fez: tirou fotografias aos seus cães nas poses que achou certas, a atacar gado. Uma coisa assim em bom, TRÊS cães, às vezes CINCO a atacarem um bovino. Como lhe apareceu uma coisa gira e um bom argumento de venda, Moura Jr. tirou as fotos. E divulgou-as no Facebook. E como o Facebook e o ar são de todos, houve quem tivesse visto e tivesse denunciado. Como as fotografias não chegavam e a mera existência do lobotomizado não incomodava a humanidade quanto baste, vem de lá um agente, este já acéfalo, declarar que: "Os cães estão a ladrar para assustar a vaca. Não estão a morder porque se trata de gado manso que se assusta com o ladrar dos cães.". Por onde começar? Pela parte em que a criatura diz que não, que o povo está parvo, e mais cego que o Ray Charles, que aquilo não é nada morder, é ladrar, mas como a vaca é surda os cães estão a comunicar em Morse, mas que calha de não ser morder porque AQUELE gado é manso, que se fosse daqueles que se tenta defender, talvez a desgraça fosse para os dois animais. E não, não estou a falar de João Moura Jr. e do seu agente.
Eu não sou fundamentalista. Não acho que as pessoas sejam obrigadas a gostar de animais. Mas acho que não têm o direito de os maltratar. De abusar deles. Isso é de psicopatas. Vejam lá quantos serial killers começaram por treinar em animais. Já o agente, que veio em socorro, cuspir idiotices, é apenas um fantoche ridículo com aspirações a protagonista. E eu sei que o ar é de todos, mas há dias em que isso me custa tanto a encaixar...

Olhem lá se não se vê logo que isto é bichos a brincar:






Info aqui: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/sociedade/fotos-de-toureiro-chocam-associacao

Autoria e outros dados (tags, etc)

Amor é...

por Bad Girl, em 11.06.13
Ontem o MQT foi comigo a uma grande superfície comercial para comprarmos (plural majestático à minha maneira) uma base para a minha cara. Não, ainda não é isso que é o amor. Eu sei, é meio caminho andado.
Dirijo-me ao expositor da marca com 'leaping bunnies', a senhora acerca-se de mim, quer saber se eu preciso de ajuda e eu aceito. Nunca sei qual é a minha cor e, aos meus olhos, a base que eu compraria "à cabeça" é aquela que me transformaria num torresmo. Adiante, a senhora acha que pode fazer um 'upselling', fala-me da pré base e de mais não sei quantos produtos (se esta gente puser em prática todos os rituais que propõe aos outros não chega a deitar-se, tal é o tempo que demora a fazer "o básico"), um deles para disfarçar os poros, ou o que era, e eu digo que era só mesmo aquilo, obrigadinha, ate à próxima, então. Vamos para a caixa, e vem de lá MQT:
- Detesto estas gajas!
Eu olhei em volta para ver se identificava alguém, nada de nada, e então:
- Que gajas?
- Estas gajas que impingem coisas. Esta estava para ali a dizer que tu tinhas poros.
- E tenho. Toda a gente tem.
- Sim, mas ela falou dos teus poros como se fossem os piores poros do mundo. Feios. Só me apetece bater-lhe...
Pronto, amor é isto. E sim, ir ao Shopping num feriado também.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ontem foi assim...

por Bad Girl, em 11.06.13

 

 

 

 

 

Quer dizer, foi melhor, que fotografias tiradas do telemóvel não fazem jus às coisas.

 

Hoje, dores de costas e sono que, quando as pessoas não vão para novas, a vida custa mais um bocadinho. 

 

Aquilo dos We Are the Ocean é que era escusado, a sério.

Autoria e outros dados (tags, etc)

E a sugestão do Google, tendo "maquina" como começo de conversa, sugere-me "máquina de peidos". Eu juro que não sei como isto funciona. Espero que não seja por volume de incidência na busca. Custa-me pensar que a máquina mais procurada em Portugal seja de peidos. Para já não falar na quantidade de cigarros que isso implica que a Carolina Salgado tem de acender...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Diz o roto sobre o nu...

por Bad Girl, em 05.06.13

Ronaldo pensa que sabe tudo, Mourinho dixit...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Bad face

Bad Girls go Everywhere - Blog

Promote your Page too

Importa lembrar, sempre


www.freetibet.org


(nem sempre consigo creditá-las. Serão retiradas se alguém se sentir lesado)

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

(de borla, pelo menos...)

From Geek in Pink




Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.