Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Se eu fosse arriscar uma percentagem sem qualquer fundamento científico, apostaria que 99 em cada 100 pessoas gostavam de ser ricas. Até uma certa altura da minha vida, também eu responderia que sim, que gostava de ser rica. Obviamente não sabia explicar porque é que queria ser rica. Era demasiado abrangente: para viajar, para poder comprar coisas, para ter uma casa fantástica e um carro lindo... sei lá. Queria ser rica porque sim, porque a riqueza, a segurança e o conforto andam de mãos dadas muitas vezes, e a felicidade não se compra mas dá para se mandar buscar.

Eu não sabia exactamente porque é que queria ser rica até um dia, há uma catrefada de anos atrás, encontrar a razão para esse almejo. Num final de tarde igual a tantos outros, tive direito à minha epifania:

Estava um senhor com um carro grande e brilhante pacientemente à espera de um lugar de estacionamento. O pisca estava ligado e ele estava devidamente encostado, enquanto a senhora do carro estacionado arrumava as compras e devolvia o carrinho. Quando a senhora saiu, passando à frente do carro grande e brilhante, um "Chico esperto" veio em sentido contrário e espetou com o carro no tal lugar. Podia, eventualmente e sendo uma criatura quase míope, não ter visto o outro senhor à espera. A dúvida dissipou-se quando, ao sair do carro, exclama:

- O mundo está para os espertos!

O senhor do carro grande e brilhante não se ficou: com o "Chico esperto" a três passos dali, espeta o carro grande e brilhante contra o utilitário que lhe roubara o lugar. Ao esbracejo histérico do outro, o senhor estende a mão com um cartão de visita e responde-lhe, antes de arrancar:

- O mundo, meu amigo, não está para os espertos. Está é para os ricos. Ligue à minha secretária.

E pronto. Naquele momento eu percebi porque é que eu precisava de vir a ser rica: o meu mau feitio precisa de uma conta bancária recheada para ser feliz...

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Bad face

Bad Girls go Everywhere - Blog

Promote your Page too

Importa lembrar, sempre


www.freetibet.org


(nem sempre consigo creditá-las. Serão retiradas se alguém se sentir lesado)

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

(de borla, pelo menos...)

From Geek in Pink




Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.