Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




...

por Bad Girl, em 18.03.14
Quando comecei a ver o Lost não imaginava que me podia apaixonar por uma série como nunca me havia apaixonado por uma série, em toda a vida. No dia em que a minha televisão me mostrou aquele avião a bater na ilha, a minha vida mudou. E não estou a exagerar. A vida muda todos os dias, com as mais pequenas coisas. À medida que a série avançava, e apesar de algumas inexplicáveis incongruências, havia algo que me atraia. Esperança. No dia em que aquele avião caiu na ilha, todos os que lá iam (sim, sim, é ficção, já sei) tiveram direito a um novo começo. E eu, cheia de esperança. Numa altura, esperança que todos conseguissem sair da ilha. Depois, esperança que conseguissem voltar. Tudo o que mais tive, durante seis anos, ao ver aquela série, foi esperança. É-me inevitável, carregada que fico de esperança quando metemos aviões e desaparecimentos na mesma frase, olhar para o avião da Malaysian Airlines e estabelecer um paralelo com o Oceanic 815. Pensar que todas aquelas pessoas vão aparecer, sãs e salvas, com inúmeras histórias para contar. Não é possível, claro que não é possível. A realidade não imita a ficção. Os aviões não se escondem assim sem mais nem porquê, guardando as pessoas consigo. Não haverá novos começos. E fico zangada, muito zangada com o Lost. Não porque pôs ursos polares numa ilha tropical ou porque havia um fumo preto a mandar naquilo. Mas porque me ensinou a ter esperança nestas coisas. E eu não consigo olhar para isto e não ter uma esperança pequenina. Sou uma tonta.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Bad face

Bad Girls go Everywhere - Blog

Promote your Page too

Importa lembrar, sempre


www.freetibet.org


(nem sempre consigo creditá-las. Serão retiradas se alguém se sentir lesado)

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

(de borla, pelo menos...)

From Geek in Pink




Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.