Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Abjecção de consciência

por Bad Girl, em 24.07.15

Conheço um médico que alegou objecção de consciência para não realizar IVG. Está no seu direito. Parece-me que agora querem que ele, e outros como ele, dediquem parte do seu dia a massacrar pessoas que têm uma difícil decisão já tomada no sentido de ver se essa decisão está mesmo tomada. Mas mesmo, mesmo? Tipo, de certeza? Dos outros não posso falar, certamente muitos deles têm sibilares magníficos e vão todos os Domingos à missa, mas posso perfeitamente falar deste homem cheio de princípios que tem uma consciência com objecções.

Esta maravilha de pessoa arranjou uma amante enquanto a mulher se debatia com um cancro. Parece que lhe faltava a paciência para aturar as crises dela, apesar de chegar a casa e lhe fazer juras de amor eterno. Passados os tratamentos e de frente para a retoma de uma vida normal, organizou-lhe uma bela festa de anos, cheia de amigos, onde leu um interminável discurso sobre o amor dos dois e o bom que era terem ambos sobrevivido a tão difícil provação. No dia seguinte “fez urgência”. Pouco mais de uma semana depois, confrontado com a descoberta das “urgências”, ele sugeriu uma coisa boa para todos: ficavam todos lá por casa, ele no quarto de hóspedes e ela no quarto deles, e mantinham as aparências. Ele pagava as contas e ela não lhe perguntava onde é que ele tinha “feito urgência”. Ela não quis e ele mudou-se para casa da outra senhora. Temo que essa casa, tão fora de mão, não veja reunidas as condições, geográficas e físicas, para receber o filho dos dois em fins-de-semana alternados. Assim, raramente vê o filho, a quem já disse que a casa dele (filho) não era aquela, que a casa dele era a da mãe.

E será (também) esta pessoa que, sentada num cadeirão, com a sua imaculada bata, vai alvitrar sobre a vida de outras, cheio de si e da sua abjecção de consciência.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Bad face

Bad Girls go Everywhere - Blog

Promote your Page too

Importa lembrar, sempre


www.freetibet.org


(nem sempre consigo creditá-las. Serão retiradas se alguém se sentir lesado)

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

(de borla, pelo menos...)

From Geek in Pink




Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.