Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Todos os dias, salvo raras excepções, vejo as capas dos jornais no sapo. Antigamente fazia-o de manhã. Agora, com novo emprego e outra disponibilidade, faço-o quase sempre à noite. É ainda a quente, portanto, que escrevo este post. Vi a capa do Correio da Manhã. Se, há uns tempos, ainda entrava no site dessa merda de jornal, ultimamente é raro passar da capa. Porque me enoja. Uns dias mais do que outros. Ainda assim, ainda esperando sempre o pior desse vómito de pasquim, hoje não pude deixar de ficar em choque. Nem do esgoto que é aquele aspirante a tablóide eu esperava tanto. Mas a estupidez humana (sim, acredite-se ou não, é gente - gentalha - que está por detrás de tamanha vilipendiação) não tem limites, e não vale a pena nós acharmos que tem. Não conheço José Carlos Pereira de lado nenhum a não ser da vida pública. Não acompanho a carreira, a vida amorosa ou social. Não nutro especial simpatia ou antipatia por ele. Há pouco, olhando para a capa daquela regurgitação em papel senti tanta raiva, tanto ódio, que me apeteceu entrar naquela redacção e rebentar com aquela merda toda. Só se perdiam as que caíssem ao chão. Não é, não me venham com tangas, não pode ser, boa gente quem faz aquilo. Caramba, ninguém com boa índole faz aquilo, e não pode ser só pelo soldo ao fim do mês. Se for, há-de ser uma forma de prostituição como outra qualquer. Adorava fazer um boicote, mas não tenho como. Não compro aquilo, já quase não lhes visito o site e salto o canal que este esterco tem na televisão. Mas gostava, gostava muito, que as pessoas deixassem de comprar aquilo. Que pensassem nos filhos, nos irmãos, nos pais que poderiam ali estar, naquela capa. Não há famílias perfeitas, por certo todos temos alguém que poderia estar ali. Naquela ou numa outra situação, que devia ser privada. Gostava, gostava muito que aquela merda rebentasse pelas costuras. Que fechasse. Que servisse de lição aos outros, aos JN da vida que imitam aquele lixo. Ou que, porque também eu tenho requintes de malvadez, houvesse um outro pasquim que se dedicasse a vilipendiar a vida de todos os cúmplices dos crimes de violação de privacidade, de devassa, que todos os dias são praticados por aquilo. Não era preciso inventar nada, só precisavam de pagar na própria moeda. Ainda que, no fundo, eu saiba que isso certamente não me traria satisfação. O mal dos outros, a mim, não me traz bem. Não podemos todos dizer o mesmo.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Bad face

Bad Girls go Everywhere - Blog

Promote your Page too

Importa lembrar, sempre


www.freetibet.org


(nem sempre consigo creditá-las. Serão retiradas se alguém se sentir lesado)

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

(de borla, pelo menos...)

From Geek in Pink




Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.