Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Men's Health, Janeiro, tomo III

por Bad Girl, em 13.01.11

E não é que a Men's Health ainda está aqui a piscar-me o olho?

 

Depois de termos tido uma noite de sexo alucinante na praia, a minha namorada disse que é bom fazer "coisas diferentes". Será que a estou a aborrecer?

Ivo Costa, Ponta Delgada

 

Ivo, não sei se a estás a aborrecer A ELA. A mim estás. Para bem das tuas inseguranças, achavas melhor que a rapariga, em vez de se mostrar agradada pelo "arejo" na relação, se saísse com um:

- Ai, Ivo, para a próxima ficamos em casa. Isto na praia é tudo bonito, mas a areia arranha-me o pipi e o cheiro a maresia enjoa-me.

A sério, estes tipos existem? Já não se fazem homens como antigamente, pois não? Quer dizer, este tem o rasgo de lucidez de achar que variar é bom, leva a miúda à praia, ela diz que é bom fazer coisas diferentes, e ele acha que a está a aborrecer? Mas qual foi a parte do "é bom fazer coisas diferentes" que ele não entendeu? EU, que estou aqui em casa de rabo alapado no sofá percebo que ela gostou. Tanto, que até deixou ficar no ar que quer mais. Mas ao Ivo agora deu-lhe para ter deixado os tomates na praia, e acobardou-se. Deixou de saber ler a mente feminina. Deve ter ido com as ondas, ou o raio. Ivo, quando se está no bom caminho, é má ideia fazer inversão de marcha e voltar para trás.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mas como vocês não têm qualquer consideração pelo meu débil estado de saúde (não, não me vou calar com isto tão cedo, só para que saibam), vou desconstruir apenas uma dúvida de cada vez. Chama-se fazer render o peixe e eu devia saber fazê-lo melhor. No blogue e na vida. Adiante, o Carlos Limão, de Beja, tem uma dúvida. A Rita, moça fotogénica que lhe responde na MH tem a opinião dela, e já a fez chegar ao Carlos. Cá vai a minha.

"Gostava que a minha namorada fizesse depilação total. Será que ao pedir-lhe para o fazer me vou exceder?"

Antes de mais, um grande bem haja ao Carlos que, ao contrário dos leitores do mês passado, tem uma namorada e não uma parceira.

Vamos agora ao que importa: com que então, gostas de Lolitas, não é, Carlos? E tu, não queres também fazer uma depilação total? Primeiramente, fará o milagroso golpe de óptica de te aumentar o pénis. Seguidamente, convenhamos, quando o pipi está careca, não precisa de nenhum esfregão a arranhá-lo. Não custa nada. É com cera, dá para uma porrada de tempo. Ar-ran-ca pela raíz. Vá, Carlos, coragem, vamos a isso.

A miúda podia fazer uma depilação brasileira, mas não... ele quer o pipi de uma menina de dez anos. E não está disposto a esperar pelo dia em que ela decide fazer isso e aparece de surpresa com um gato egípcio no lugar do gato (espera-se que não mais do que) siamês. Não. Quer pedir-lhe. Assim como quem pede peixinhos da horta para o jantar. Ah! E, já agora, ias ali à D. Lurdes esteticista, arrancar os pêlos do pipi com cera. Garanto-te: quando uma mulher tem coragem e força para experimentar a depilação total, experimenta. Se nunca fez, é porque não teve coragem. E pressionar não ajuda. Mas tu lá sabes....

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não houvesse o pequeno detalhe de o tal "cerviço" custar € 6,99 o Kg, e só haveria um erro.

 

Pingo Doce - Sabe bem pagar tão pouco... às gráficas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bad Girl next door

por Bad Girl, em 06.12.10

O contexto:

Há coisa de um mês e pouco um amigo que trabalha na Men's Health sugeriu-me, a título óbvio de reinação, que me candidatasse ao lugar de "Girl next door" na revista. A tarefa consistia em responder aos pedidos de ajuda dos leitores: dúvidas existenciais, crises relacionais, mentiras ocasionais, enfim... A "Girl next door" havia de ser menina para responder a tudo... comedida e moderadamente. E foi aqui que a porca torceu o rabo. Pezinhos de lã é coisa que eu não tenho. E, cá entre nós, pro bono trabalham os U2. Adiante... Ficou a promessa de uma desconstrução da rubrica quando ela saísse. E eu cá não sou girl de virar costas a um desafio. Portanto, se forem à Men's Health deste mês poderão encontrar estas mesmas perguntas, mas com respostas de jeito.

Primeira pergunta, para começar com chave de ouro:

"Traí a minha parceira, mas quero continuar com ela, pois foi apenas uma one night stand. Devo confessar-lhe a minha infidelidade?"

David, David, David... não, claro que não. Agora que estamos no Natal é tão simpático que a presenteies com um HPV acabadinho de contrair. Usaste preservativo, David? I've got news for you: pouco importa. Vá, não deixes de fazer uma cara surpreendida (a mesma que fizeste quando ela te disse que se cansou de te ligar na noite em que lhe enfeitaste a testa com um belíssimo par de chifres) quando ela regressar do ginecologista com um teste positivo. Foi apenas um one night stand... que bom! Se optares por contar-lhe, não te esqueças de referir isso. É sempre muito importante alguém saber que foi corneado por causa de um tesão temporário, uma coisa passageira. Quiçá podes usar o álcool como explicação. Se há coisa reconfortante neste mundo é saber que o(a) nosso(a) namorado(a) fod£u uma desconhecida. "Era a do 6º Esquerdo?" - "Não, era uma gaja que eu só vi uma vez na vida!" - "Ai, querido, estou tão aliviada!...". David, se isto fosse o "Ídolos" e eu o Moura dos Santos, havia de te mandar encher de moscas.

Pergunta número dois:

"Queria comprar uma prenda sexy para oferecer à minha parceira mas ela sente-se insegura quanto ao corpo. O que devo fazer?"

Alto e pára o baile! Dois leitores, duas perguntas, duas "parceiras"? Mas isto é um jogo de póquer ou é a vida real?

Bem, Alexandre, eis o que tenho para te dizer: se dissesses à tua "parceira" que ela é fantástica e perfeita e essas coisas todas que tu, provavelmente, tens vergonha de dizer, talvez ela não se sentisse insegura quanto ao corpo. Mas não. Queres oferecer a uma pessoa que tem insegurança quanto ao corpo uma prenda sexy. É que nem sequer é uma coisa egoísta. Nã... tudo a pensar NELA, claro. Olha, queridinho, queres dar-lhe uma prenda? Faz-te homem. Ela vai adorar.

Pergunta número três (esta sem "parceira"):

"Se uma mulher deixa de me telefonar para passar a enviar somente sms, significa que está a ficar menos interessada?"

Não, Rogério. Significa que tem um daqueles tarifários que oferecem 1000 sms por mês, o que significa que ainda é uma adolescente e significa também que as sms que sobram estão a ser investidas em outras pessoas. Também pode significar que ela tem pouca paciência para te ouvir o que, considerando a tua pergunta de "gaja", não me surpreende nem um pouco. Homens são homens, mulheres são mulheres. As mulheres é que têm dúvidas sobre essas merdas das sms e das chamadas, se o correspondente se despede com "Bjx" ou "Jokas" ou "Beijos". Ou, vá, numa tentativa de explicação completamente elaborada e muito out of the box: talvez as sms sejam "dicas" para que sejas tu a ligar. As mulheres cansam-se de tomar a iniciativa, sabes? Pára lá de tentar ver o motivo oculto por trás de cada gesto e faz-te à vida. Os polegares dela não estarão eternamente ao teu serviço, amigo.

E pronto. Agora que toda a redacção da Men's Health está a louvar a sua escolha, posso repousar (por um mês?) e dedicar-me ao que melhor sei fazer com este blogue que é... isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Então ninguém me avisa?

por Bad Girl, em 06.09.10

Uma pessoa vai de férias, alheia-se do mundo e das notícias verdadeiramente importantes para o país e atrasa-se toda uma vida...

A Lucy, senhores, a Lucy emprenhou... e eu não sabia de nada? Quer dizer, eu já tinha avisado que era a única forma de ela se manter nas revistas durante uns tempos, mas daí a ler as palavras da própria, que comunicou a boa nova via site da seguinte forma: "Primeiro casei e depois veio este presente lindo de Deus e da Nossa Senhora de Fátima que nos abençoou"... Ora o português continua uma lástima, como seria de esperar. Não tive sequer a ousadia de achar que, casada com o seu Djaló ela começasse a saber conjugar verbos e essas coisas difíceis. Agora o que me surpreende é a forma de concepção desta criança. Sendo um presente de Deus, vou já ali guardar o meu lugar à janela que, da última vez que aconteceu uma coisa assim houve uma estrela cadente e reis magos a passar. Desta vez não perco o espectáculo por nada!   

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Facebook é uma caderneta

por Bad Girl, em 24.06.10

Eu admito, sou uma voyeur do Facebook. Há gente que gosta de reality shows. Há gente que abranda para ver acidentes. Há gente que visita o zoológico. Eu tendo a encontrar cromos no Facebook. O processo não é demorado e nem sequer requer muita técnica. De quando em vez há gente que, provavelmente por comentar brilhantemente um ou outro status de um amigo comum, me desperta a curiosidade. De clique em clique lá vou descobrindo algumas pérolas. A maior parte guardo para mim, mas há algumas que não são resistíveis. Como o exemplo abaixo:

Making a long story short, uma moça cuja foto é um decote, está triste porque achava que ia ter um iPhone só para ela. Não é um daqueles a dividir por muita gente, que é preciso fazer uma escala para utilização, nada disso. É um mesmo só para ela. Mas não pode, porque só lhe apresentam uma réplica. E as réplicas não têm 3G, para ela se entreter a postar coisas deste género no Facebook. A legião de admiradores não tardou em responder ao desabafo, e lá vai de sugerir a óbvia ida à loja. Excepto o senhor cheio de boa vontade que tem pena de estar longe, ou poderia, ele próprio, oferecer o dito iPhone. Quem ler o comentário acha que ele está a gozar, certo? Ninguém escreve assim, e nem sequer escreve iPhode sem estar na tanga. Pois, meus amigos, não podiam estar mais errados. A pessoa que teria "emenso prazer em ofereçer o iphode" descreve-se assim no seu perfil:

Obrigada, Facebook, por existires. E obrigada, cromos, por deixarem as walls à vista de pessoas como eu. Mal intencionadas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ponto G

por Bad Girl, em 29.04.10

E se este post não me enche de visitas, que vieram cá ter ao engano, então eu entendo zero destas coisas da blogosfera.

Mas a sério, o título não é engodo, eu vou falar do ponto G. Antes de mais devo creditar esta descoberta. Não a do ponto G, essa devo-a a mim, mas da preciosa informação sobre a possibilidade de elevação do ponto G. A descoberta foi da Teresa, que teve a amabilidade de partilhar comigo, talvez por ser demasiado educada para "chafurdar" com o tema, como esta que vos escreve. Voltando ao que importa, o ponto G e a sua elevação: aqui na página da clínica francesa podem saber tudo sobre o assunto. Se não quiserem estar com a maçada, não se aborreçam, eu vou transcrever palavra por palavra:

"O QUE É O PONTO G ?

Essa zona misteriosa, a qual deve o nome graças ao ginecologista Grafenberg, é uma pequena área situada a dois ou três centímetros na parte anterior da vagina. Trata-se de uma zona particularmente sensível a uma pressão prolongada, cuja estimulação é regeneradora de prazer intenso, proporcionando orgasmos."

 

Primeiro "a qual deve o nome graças ao" é a melhor maneira de os senhores explicarem que aqui se vai fod£r, nem que seja a língua portuguesa. Depois, o horror por ter havido um senhor, ginecologista de profissão (faz-me lembrar um filme que eu vi no SexMachinesMuseum, que datava de 1925, e que relatava, a preto e branco e em mudo, a vida atribulada de um "médico de senhoras"), que descobriu a área no interior da vagina que oferece orgasmos múltiplos às senhoras. Vá, leitoras, pousem as réguas. Dois a três centímetros é na falanginha.

 

Continuando,

"PORQUÊ SOBRE ELEVAR ESTA ZONA?

Inúmeras mulheres não sentem o prazer sexual desejado durante o acto, outras querem mais prazer, e outras queixam-se, com o passar do tempo, da diminuição da sua sensibilidade. A sobre elevação do ponto G, fazendo-o salientar na vagina, vai aumentar a sua sensibilidade e proporcionar mais prazer devido à pressão feita durante o coito. O parceiro pode assim mais facilmente localizar o ponto G da sua parceira."

 

Ignorando valentemente a construção frásica da pergunta e partindo para o que interessa, as mulheres nunca estão satisfeitas. Tendo isso em mente, vamos colocar ali uma espécie de cravo, para que o homem, sem grande labor, consiga dar com aquilo de uma vez por todas e pare de ouvir reclamações. Também podíamos pôr néons, mas não tendo a garantia que a senhora está sempre ao pé de uma tomada, para os ligar, não faz grande sentido. 

 

E, finalmente, o cerne da questão:

"COMO SE FAZ?

A intervenção é feita por um médico, com anestesia local. Injecta-se 2 a 3 ml de ácido hialurónico ao nível da zona do ponto G, bombeando este na vagina. 

Tempo de intervenção: 20 a 30 minutos. 

Duração do efeito: 6 a 12 meses."

Ácido hialurónico não é aquilo que preenche as rugas, quase ao nível do botox? Ah, pois é... fica-se com um pipi todo rejuvenescido. Algumas questões que me passam pela cabeça, até porque eu não sou médica e entendo pouco destas coisas: há alguém que encontra o ponto G para este ser "bombeado" posteriormente. Se este senhor for casado, espero que a senhora dele saiba a preciosidade que tem em casa. E a anestesia? É dada onde? Pipi acima? Mesmo no G? Isso dá orgasmos? E a duração do efeito? É contínua? 6 a 12 meses a gritar como uma doida? Isso é coisa para cansar, ou não?

Para terminar,

" TEM EFEITOS SECUNDÁRIOS?

A intervenção não apresenta riscos. Após a intervenção pode manifestar-se uma ligeira dor durante 2 a 3 dias e/ou um ligeiro sangramento. As relações sexuais podem ser retomadas ao fim de uma semana."

 

Resumindo, pagas um dinheirão para um gajo te bombear o ponto G, ficas com aquilo prontíssimo para teres orgasmos atrás de orgasmos, mas ficas 1 semana encostada às boxes, a pensar no sexo que estás a perder por teres ido mexer no que, se tivesses mexido antes, podias ter deixado como estava.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Um dos disparates que ouço com mais frequência é o do título. Que os homens italianos são fantásticos, cheios de estilo, um sonho. Quem diz isto, obviamente, terá visto italianos apenas e só em filmes. Representados, é certo, por actores de outras nacionalidades. Cá estão alguns do mundo real, só para perceberem o disparate em que acreditaram toda uma vida.

Claro que há italianos giros. E interessantes. E com estilo. Não são é muitos. Nem estes.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já têm planos para o São Valentim?

por Bad Girl, em 11.02.10

Não?

Não se preocupem. Hoje recebi um mail que nos vai ajudar.

O Hotel Moliceiro, em Aveiro, propõe "Momentos Unicos". Isso. Acentos para quê, criem o vosso próprio léxico...

"Quer impressionar o Seu Amor? Ofereça a Sensação de um presente único!"

Ora cá está. Já nem vou falar na merd@ das maiúsculas e das minúsculas atiradas para lá à sorte. Mas que c@r@lho é uma "sensação de um presente único?"

Passo a copiar e colar:

"São as pequenas extravagâncias que se fazem na vida, que nos fazem sentir vivos!

Não sei se é uma coisa minha, mas "extravagâncias" e "pequenas"  são palavras que não se juntam. Uma extravagância é uma coisa grande. Se for uma coisa pequena, é um miminho...
Viva o máximo do glamour e sofisticação numa pequena extravagância apaixonante:

"O máximo do glamour" Uau... Em grande. "Sofisticação"... Tsss! "Pequena extravagância" Gostamos tanto que tivemos de usar logo na frase seguinte.
Opção I :
Alojamento em atmosfera romântica; um condimento à base de mimos e pormenores, para que se deixe levar pela paixão. Um ambiente de romance que irá permanecer na memória de ambos é a nossa proposta.
Celebre com a pessoa Amada(o) de forma especial.

Toda a gente sabe que "Pessoa Amada" tem um masculino. É a Pessoa Amado.


Opção I :
1 noites de Alojamento em Quarto Duplo em Atmosfera Romântica. Boa. Alojamento em duplo, que é romântico. E é um quarto que fica em atmosfera romântica. Tudo em maiúsculas. e toda a gente sabe que 1 é plural. Uma noites.
Bebida de Boas Vindas (Cocktail S. Valentim) servido no Bar Moliceiro Boa
Musica de Piano/Guitarra ao Vivo no Bar Maiúsculas, maiúsculas...
Serviço de Espumante, Morangos  e Chocolates no quarto
Pérolas, velas, sais de banho e pétalas a criar a atmosfera Caso não saibam porque é que eles estão lá... e pérolas as in bolas chinesas?
Serviço de Chá com Biscoitos no quarto ao final da tarde Bis coitos. É uma coisa que faz falta no São Valentim.
Poesia Romântica Nem quero saber. Alguém lê para o casal? É uma poesia? Um livro?
Pequeno-almoço buffet (07:30/11:00h) no Bar Moliceiro ou no quarto a pedido (taxa não incluída).
Oferta lembrança Despedida Despedida com letra maiúscula, ide com o c@r@lho.
Late Check-out (14:00h)    ----   Valor  € sob consulta  www.hotelmoliceiro.com E qual o objectivo de mandar mails com promoções às pessoas? Isso, elas verem no site quanto custa. Vamos agora fazer um mailing com um pacote romântico e dizer o preço, queres cá ver?... A taxa lá de cima, que não está incluída, não está incluída num preço que nós não dizemos a ninguém. É segredo.

Jantar Romântico com a envolvência de Duo / Trio de Violino, Piano e Guitarra. O que é um duo/ trio? E o que será isso da "envolvência"?

Claro que há mais. Mas ia eu perder mais tempo com isso? Só me choca (e muito), que toda a gente ache que é capaz de comunicar com os outros. Mete umas letras a vermelho, usa umas maiúsculas, cospe na língua portuguesa, insulta a inteligência dos destinatários do e-mail, e pronto. É muito triste.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ao fim de 32 anos eu devia ser mais esperta para os aspectos práticos da vida. Discutir (com colegas de trabalho) a possibilidade de os pipis da Ruth Marlene e da mana Jessica serem ou não vítimas de photoshop não é sinal de esperteza.

Ontem, na minha ronda pelos blogues, lá vi as fotos, onde se inclui aquela que ali podem ver. Por mim tudo bem, eu cá não sou de apreciar gajas nuas, achei que não estavam mal, mas daí a ter a destreza mental de avaliar se os pipis são ou não reais é coisa que não é para mim. Mas li num blogue e noutro blogue e sei lá em mais quantos blogues que aquilo era certamente photoshopado (!). Mas porque é que toda a gente acha que aquilo é photoshopado, perguntei eu em voz alta, e logo a voz masculina cá da casa respondeu que tudo aquilo não batia certo, que havia ali demasiadas semelhanças entre as manas (e as mamas, by the way), e que era tudo demasiado direito para ser real. Mas porque é que alguém photoshopa um pipi? Imaginei um novo namorado de uma das manas, chegado à hora do agora é que são elas, saca da cueca à Ruth ou à Jessica e sai a correr porta fora, que aquilo não é nada do que aparece na revista, que ou elas têm uns pipis muito fotogénicos ou que tudo aquilo é mentira. Não resignada com esta imagem porque (a meu ver) ninguém photoshopa pipis, lá fui eu sacar opiniões aos meus colegas de trabalho. Até porque não estava interessada em ouvir uma dissertação do MQT sobre pipis...

MAS PORQUE É QUE EU ME METI NISSO?

Aquilo havia opiniões de tudo quanto era feitio. Ouvi autênticas teses sobre pipis, aplicadas às manas Ruth e Jessica. Conclusões: zero. Isso. Eles, que quase aposto que têm mulheres com gatos persas no meio das pernas, agora parece que são doutorados em depilação total, sabem exactamente como se faz, quais as vantagens (?) e quanto tempo dura. Que as irmãs podem ser assim parecidas, sim, tal não deve ter sido a quantidade de manas que já seduziram. E um deles - juro! - garantiu-me, num tom de semi-confidência:

 - O da Ruth eu sei que é assim.

WTF? É suposto eu respeitar um gajo que insinua que já visitou o pipi da Ruth Marlene? 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Bad face

Bad Girls go Everywhere - Blog

Promote your Page too

Importa lembrar, sempre


www.freetibet.org


(nem sempre consigo creditá-las. Serão retiradas se alguém se sentir lesado)

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

(de borla, pelo menos...)

From Geek in Pink




Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.