Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Polémicas de avental...

por Bad Girl, em 07.01.12

Parece que agora se coloca a hipótese de convidar os detentores de cargos públicos em Portugal a revelarem que pertencem a sociedades secretas. Eu fui apanhada a meio da viagem, já o "trem estava andando" mas, ainda assim, discordo. Até porque, se revelada, a coisa deixa de ser secreta, parece-me. O primeiro tipo que pertence à loja sei lá do quê revela-se e, voilá!, a sociedade deixa de ser secreta e os outros 10 tipos que lá andam já não precisam de comunicar nada a ninguém. E também temos a coisa da relevância. Será assim tão relevante nós sabermos que o deputado "A" é maçom (whatever that is, sei zero sobre o tema) ou que o deputado "B" é do clube da Mônica? Claro que é relevante, e pertinente, saber que Luís Montenegro, pessoa que investigou as fugas de informação das secretas para a Ongoing pertence (pertencia, parece que fechou) à loja Mozart49 que, por coincidência, era também poiso de Jorge Silva Carvalho, ex chefe das secretas e actual quadro da Ongoing e de mais meia dúzia de pessoas que pertencem à Ongoing, ao SIED, ao Governo ou à oposição. Mas não é relevante pela pertença à dita loja, mas sim pelo facto de "jantarem" todos juntos. Se se tivessem encontrado todos numa marisqueira em Matosinhos para trocar cromos também seria relevante. Ou se fossem todos correr juntos para o Parque da Cidade. O importante da notícia do Expresso desta semana não é, a meu ver, o facto de haver maçonaria e de haver deputados e empresários e tudo quanto mexe influências que lá acabam por parar. Parece-me que estamos a desviar a atenção do que realmente importa neste caso e não acho que seja inocente. O que é importante é que estas pessoas se encontraram e mantiveram relações (nada de porcalhices, presumo) durante um período de tempo e que o resultado dessas relações foi, sobretudo, o benefício do próprio bolso de forma desonesta, prejudicando o contribuinte que também sou eu, e é por isso que esta história também me diz respeito. Quanto a revelar a pertença ou não a sociedades secretas, deixo que Brad Pitt explique (só valem as duas primeiras regras).

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Virgem (ainda mais) emputecida

por Bad Girl, em 04.01.12

A Guida andava desaparecida já há muito das mui nobres vistas deste blogue. E a culpa, essa, era unicamente dela. Pois se a Guida deixou de aparecer, deixou de gatafunhar no Correio da Manhã e fechou o clube das virgens por rebentamento voluntário do hímen, que mais poderia a criatura fazer para voltar a merecer a atenção desta que vos escreve? Perdida que estava a virgindade, a Guida não tinha qualquer interesse para o publico em geral e para mim em particular...

NOT! Isso pensava eu! Mas sempre me disse Bad Mum, dona de um mestrado na arte de viver, que não duvidasse nunca da capacidade que os parasitas têm para se regenerarem. Se eu achava que isto era o pior que a Guida conseguiria fazer, nada sei sobre a pobreza humana. Ei-la, mais emputecida do que nunca, trocando impressões com Manuel Luís Goucha no "Você na TV" desta manhã. Para os que querem ser poupados a uns tortuosos mas hilariantes 13 minutos e 35 segundos, passo a resumir:

 

 - Guida vestiu-se de Barbie para ir ao "Você na TV" apresentar as maminhas novas e o seu projecto musical.

 

 

  - Guida leva consigo um amigo de longa data, finalmente faz-se(-me) luz sobre as razões da tão adiada queca primeira.

 

  

A segunda foto é para acrescentar que o projecto musical é infanto-juvenil e que a Guida e o moço das meias cor de rosa são mesmo ridículos e não é um problema de angulo.

 

 

 A canção diz não sei quê do xixi, e sonhar para depois dormir melhor, e o playback é miseravelmente feito. 

 

 

Agradeço à Andreia, não só pela óptima companhia hoje ao almoço, mas pela partilha desta notícia, demasiado boa para ficar perdida no universo dos programas da manhã. Mundo, cá está a Guida. Emputecida, como ela gosta. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quero partilhar convosco que esta minha longa ausência das lides blogueiras não se deve:

1 - ao facto de eu estar a ficar velha e com problemas de inspiração

2 - ao facto de eu trabalhar como uma camela 

3 - ao facto de eu ter substituído a hora de escrever no blogue pelo visionamento da "Casa dos Segredos".

 

Não. Estou viciada, adicta, dependente do "Portal da Queixa". O "Portal da Queixa" é um site que enche as medidas dos portugueses. E porquê? Porque os deixa reclamar, reclamar, reclamar e, no fim... isso!

 

Vou partilhar convosco algumas pérolas encontradas por lá. Como já é habitual neste blogue, a preto o original (ipsis litteris) e a pink os meus comentários. Que não chegam aos calcanhares dos originais, evidentemente:

 

"boa tarde ,estou muito chateada e para mais gravida - sendo que estou também um bocadinho chateada por estar grávida, ainda para mais que tenho uma unha encravada. hoje na parte das refeiçois (do comer, percebem?) tirei o meu tique e esperei pela minha vez (tirei o meu tique e fiquei à espera da minha vez. Taque.). mas aconteceu o seguinte que ja nao e pela primeira vez que acontece (é, portanto, recorrente). tiro o tique (taque, tique-taque)e espero ,no entanto tem muita gente que desiste e vai se embora mas deixa o tique em cima do balcao ou numa mesinha ou pe dos tiques e depois as pessoas que veem a seguir pegam nos tiques e passam a frente e nao acho justo que essas pessoas nao esperam pela sua vez (vírgulas? Toma lá, Saramago), como as outras pessoas tao a espera devia ter sempre alguem dos funcionarios por perto a fazer revisao para que nao teja sempre a acontecer (fazer a revisão da ordem dos tiques. Porque ela está chateada, para mais grávida, sabe que as pessoas pegam nos tiques e não é capaz de agarrar um tique que fique solto). terceira angra heroismo (terceira, porque houve duas que sacaram tiques de pessoas que desistiram)."

 

"Sendo eu cliente TMN deste serviço desde Junho 2011, venho desta forma reclamar que todas as facturas emitidas até a data de hoje se encontram erradas, e são cobrados valores que não representam a realidade do serviço sobrescrito É que no envelope (sobrescrito) vem uma coisa mas, na carta que lá vem dentro, é outra."

 

"Adquiri a 27-05-2011 uns sapatos na LANIDOR da Av. da República tendo vindo a constatar, poucos dias depois, que os sapatos, nomeadamente o interior (o exterior, estranhamente, não magoa), provocam um extremo desconforto na sua utilização, bem como feridas, bolhas e sangramento.

Munida de total confiança, que tinha na LANIDOR, dirigi-me às instalações solicitando a troca do produto por outro de igual, ou superior, valor (só para eu ver se entendo, porque às vezes o meu cérebro bloqueia perante a estupidez alheia: compraste os sapatos. Andaste com eles na rua, transpiraste, ganhaste bolha, sangraste e... querias que a loja ficasse com os sapatinhos e ainda desse um bónus, pela mais valia da conspurcação dos mesmos... é isso?). De forma inesperada esta troca foi-me recusada pelos sapatos já terem sido usados (não, espera... eles tiveram a ousadia de não trocarem sapatos com chulé? Que coisa ultrajante!) (não sei como se poderia detectar esta situação sem os usar até à exaustão) tendo-me sido oferecida apenas a solução de reclamar verbalmente (sem se rirem, acho que é importante referir), acto do qual me foi entregue um talão comprovativo. Infelizmente o material do talão deteriorou-se e não tenho como partilhar o ridículo desta situação (Há gente sem sorte nenhuma. Ora é o sapato que magoa o pé, ora o talão que se deteriora. Sempre podias ir lá com o talão deteriorado, pedir que te trocassem por um de igual ou superior valor."

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Bad Girl, em 01.12.11

 

Vejam o vídeo. Se, depois disto, acharem que têm o direito de (continuar a) comprar cremes ou batons ou lápis dos olhos de marcas que fazem isto aos animais, continuem a fazê-lo. Porque, se por leviandade ou por indiferença o fazem... só podem mesmo tentar melhorar o exterior, porque o interior já nem sequer há-de ser feio, há-de ser podre.  

 

As listas aqui

 

Não me apetece ser politicamente correcta, compreensiva ou condescendente. Lamento. A situação não merece.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Oh, pá, estes universitários, pá.

Deviam ter vergonha, é o que é.

No meu tempo não era nada disto. Somos todos tecidos no mais fino tear da cultura, a minha geração e as gerações anteriores.

Ainda ontem tive muita vontade de debater este assunto com uma pessoa com quem tive uma reunião. Afinal, era uma pessoa com quem se podia falar sobre estes assuntos. Apresentou-se logo como "Doutora XPTO". É responsável pela área de formação de uma empresa. Terá aí uns 50 anos. E disse "vão haver", "haviam" e "houveram" pelo menos 10 vezes. Talvez soubesse dizer-me quem pintou os tectos da capela Sisitina ou quem escreveu "O Evangelho segundo Jesus Cristo". A meu ver é mais chato que não saiba falar português. E as pessoas que eu tenho visto divulgar o vídeo nas redes sociais, regozijando-se com os absurdos que ali são ditos? Tudo crème de la crème. Se eu acho que o vídeo é mau? Sim. Acho que é muito mau. Se tem o direito de representar uma classe? Nem por sombras. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ainda assim, melhor tarde do que nunca...

por Bad Girl, em 17.11.11

Eu pertenço ao banco de dadores de medula óssea desde Julho de 2003. Infelizmente, nunca me chamaram para uma doação. Isso mostra-me o quão complicado é encontrar dadores compatíveis. Lamento profundamente que uma criança de 3 anos, como tantas outras - crianças e adultos - de tantas idades, tenha de se deparar com esta situação. Mas lamento quase tanto como lamento esta situação que este país da treta só se lembre doar medula (ou fazer testes) quando o filho de uma figura pública passa por isto. É quase tão triste como a situação em si. Ao Carlos Martins e ao seu filho desejo a melhor das sortes. Como desejo a todos os que passam pela mesma situação ou por situações idênticas. A solidariedade não deveria ser selectiva mas, pelos vistos, é.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ah, e só para que fique claro...

por Bad Girl, em 15.11.11

Hoje, dia 15 de Novembro de 2011, continuo a não gostar de Paulo Bento.

 

Ah, não sei quê, 6-2 à Bósnia. 

 

Ah, não sei quê, um grande bronco (para não ir mais longe... e havia tanto por onde ir). 

 

Não gosto de bacalhau. Se o bacalhau ganhar o título de "melhor peixe do mundo" eu continuarei a não gostar de bacalhau. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Oh, filha....

por Bad Girl, em 27.10.11

... uma put@ a escrever um livro sobre a relação com o gajo que a tirou do anonimato?

 

temos. Não havia nada de novo para fazeres? 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dos empregos muito bons!!!!!!!!

por Bad Girl, em 26.10.11

O emprego é demasiado bom mas, como pessoa querida que sou, não resisto a partilhá-lo convosco. 

Primeiro, o onde:

 

 

Ah? Emprego para o casal... em Moçambique. Lindo, conta-me mais...

 

O cliente do senhor que anda à procura de casais para tratar do alojamento de luxo em Moçambique quer um casal dinâmico para gerir o empreendimento de uma maneira tão fantástica que os clientes experimentem o topo do luxo. Quer dizer, o melhor possível dentro da coisa das limitações de custos, e isso.

 

Querem 2 profissionais das coisas dos hotéis que dividam o trabalho entre si. Coisa pouca, portanto. E que tipo de pessoas procuram os clientes do senhor que anda à procura de casais para oferecerem aos clientes do Resort a melhor experiência possível a custos reduzidos?

 

 

(Não deixo de notar que deixaram o primeiro traço em branco...) Ora tem de falar estrangeiro, ter 3 anos de experiência em gestão e um dos elementos do casal terá de ter experiência a arranjar canos e ares condicionados, tem de ser independente (tanto quanto possível, já que vai com o cônjuge para Moçambique), ter uma mentalidade pioneira (para conseguir inventar luxos), não deve importar-se de morar no cu de Judas e estar sempre à procura de oferecer um serviço de cinco estrelas, ainda que sem meios para tal. Ora quando se olha para isto, há-de pensar-se que sim senhor, até podemos querer, isto deve ter condições brutais, dois anitos no fim do mundo e ganhamos dinheiro para comprar uma casa em Portugal. Vamos lá ver o que os senhores clientes do senhor que anda à procura de casai têm para oferecer:

 

 

O salário MÁXIMO para o casal maravilha é de US $2.200 o que, ao dia de hoje, representa a fabulosa maquia de € 1.590,00. Entusiasmados? Vamos lá continuar. In house living, para quem não sabe, é ficar a viver lá no sítio e, por isso, estar a trabalhar 24 horas por dia, 7 dias por semana. As refeições, que provavelmente uma das pessoas do casal terá de preparar, estão incluídas. Não vá entupir um cano por volta das 13h00 e o casal estar ausente a almoçar no restaurante mais próximo que, a ver pela descrição, há-de estar a umas boas 4 horas de distância. Era de mandar isto à merda, não era? Mas logo na altura em que eu achava que isto é uma das piores ofertas de trabalho que vi, eis o added value que me fez mudar de ideias: UM REFRIGERANTE OU CERVEJA LOCAL POR DIA! Estes gajos dos recrutamentos sabem como conquistar uma pessoa, não sabem? MQT, faz as malas, que vamos para Moçambique! As bebidas são por conta da casa. À conta de uma por dia.

 

 Todas as informações aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Das coisas que me indignam até ao osso

por Bad Girl, em 24.10.11

 

 

Corre no meu Facebook esta coisa de Assunção Esteves acumular reforma e ajudas de custos e mais não sei o quê, e que tudo perfaz a bela quantia de € 12.232,07 por mês, e que não há direito, até porque ela nem sequer tem de pagar as prestações do carro. Olho para isso, impávida e serena, sem sombra de choque nem de estupefacção. Quantos, senhores, quantos vivem assim, assegurando aos outros que tudo estão a fazer para levar o país a bom porto e a exigir sacrifícios, enquanto se mostram dispostos a abdicar de coisa nenhuma para fazer a sua parte?Indignação. Isso sim, é o que sinto. Porque não me faz sentido nenhum que alguém que ganha € 12.232,07 por mês se vista assim:

 

 

 

 

Dá Deus nozes a quem não tem dentes. Há coisas muito injustas neste mundo. 

 

Só para esclarecer: não são várias fotografias do mesmo evento. São várias fotografias dos mesmos 2-3 fatos. Gémeos.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Bad face

Bad Girls go Everywhere - Blog

Promote your Page too

Importa lembrar, sempre


www.freetibet.org


(nem sempre consigo creditá-las. Serão retiradas se alguém se sentir lesado)

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

(de borla, pelo menos...)

From Geek in Pink




Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.