Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Glossário - II

por Bad Girl, em 26.03.08
"Rodar pratos"

Nas lides circenses, a arte de "rodar pratos", a.k.a. "pratos chineses" é uma forma de malabarismo. Na vida real também.
"Rodar pratos" é algo que todos fazemos, mais ou menos conscientemente, em dadas alturas da nossa vida. Como sou mulher, o exemplo será dado à minha imagem. Adaptem como vos aprouver. Se vos aprouver.
Na imagem vemos a malabarista (a mulher), os pratos (os homens) e os paus (certamente têm um nome mais técnico...) que apoiam os pratos (telefonemas, sms, jantares, conversas de msn, ...). Os pratos que estão a ser rodados não podem ter qualquer tipo de valor sentimental para nós. Se os desequilibrarmos e deixarmos cair um, ou dois, ou mais, é só substituir. Não podemos ficar a chorar e a olhar para os cacos no chão. Não há tempo. Assim os outros cairão. Não podemos dar-nos ao luxo de deixar isso acontecer...
Não pensem que pode qualquer pessoa fazer destas proezas... é preciso técnica, precisão, destreza, visão periférica... É rodar cada prato com a força certa. Nem com demasiada força nem com brandura exagerada. É o toque certo. É estar a rodar o prato 3 e perceber que o prato 5 precisa de um jeitinho. É um sms na altura certa, um telefonema conveniente. Nem de mais, nem de menos. Há quem consiga dois pratos. Há quem consiga dez. Nem todos somos artistas. Nem todos sabemos rodar dez pratos com destreza.
Estes pratos não podem ser recuperados. Não servem para fazer parte do serviço de louça lá de casa. Têm a forma errada para isso. Servem apenas para ser rodados até caírem ou até nos cansarmos da "brincadeira". Olharmos para o lado. Vermos que há mais coisas à nossa volta.
Há alturas em que não nos queremos comprometer. Nem sequer pôr tijolinhos... Só flirtar. O tempo todo. Manter dois, quatro, seis flirts em suspenso. Nunca deixar de rodar os pratos. Porque no dia em que deixarmos de telefonar, jantar, flirtar... Kabam! Caiu? Temos pena, de onde este veio há mais!...

Claro que isto é tudo muito bonito, mas só até ao dia em que compramos um fantástico conjunto de pratos numa Vista Alegre da vida e não queremos (podemos!) parti-lo...

Num próximo post-glossário abordaremos a expressão "síndrome da gata paraquedista (ou pára-quedista)"...

Autoria e outros dados (tags, etc)


30 comentários

Sem imagem de perfil

De Ervilha Escriba a 27.03.2008 às 04:14

Eu conhecia era a expressão: "ter mais olhos que barriga",hehehe

Ervi
Sem imagem de perfil

De Menino Bonito a 27.03.2008 às 09:37

Um prato chega, dois são demais!

Enquanto acodes o "prato 2", descuras o prato 1.

Não resulta!
Sem imagem de perfil

De Stephen King a 27.03.2008 às 10:28

Por estranho que possa parecer, é muito mais fácil de fazer e menos recompensador do que aparenta... :)
A habilidade acaba por ser feita do hábito, e qualquer estratega se consolida com saber de experiência feita.
Sem imagem de perfil

De Caltuga a 27.03.2008 às 10:37

Uma curiosidade.

Onde costumas comprar a tua loiça? Para poderes substituir tantas vezes os pratos devem ser da "loja dos 300", ou não? Nem todos os homens são assim tão substituíveis, e não precisam de ser "Vista Alegre". Ah, e também não precisam de ser "Punta Cana"... ;)

(de um português que sabe que a sua loiça não é de partir!) :D
Sem imagem de perfil

De Pedro a 27.03.2008 às 11:46

Interessante!
Também há homens malabaristas, com pratos, bolas, maças, e não tem tanto apego a serviços seja de que marca fôr!Ás vezes apegam-se aquele género mas estão sempre a treinar outros, o espectáculo assim obriga!
De qualquer modo todo o/a malabarista tem o seu tempo de show durante um espectáculo!

Bad, um serviço Vista Alegre não é para rodar, é para preservar e usufruir da sua beleza e qualidade!
Tal que nem na máquina devem ser lavados, só á mão e com cuidado!

Bj, malabarista!
Sem imagem de perfil

De diabo no corpo a 27.03.2008 às 11:56

huumm.. interessante até agora só homens terem comentado :D
Sem imagem de perfil

De Alyne a 27.03.2008 às 12:55

Também achei piada, de serem só homens a comentar. Há alguns dias eram quase só elas.
De resto : Coitadinha
Sem imagem de perfil

De Rui a 27.03.2008 às 13:27

Eu geralmente fujo das malabaristas e de outras artistas circenses em geral ;)
Sem imagem de perfil

De Pedro de Payalvo a 27.03.2008 às 14:08

esqueceste-te dos pratos que caem e não se partem...

já há algum tempo que não sabia de ti... que passava por aqui e não reconhecia a Bad Girl, esta tua sabedoria, e espirito têm andado afastados do teu blog... as futilidades de ultimamente são dignas de um diário de qualquer uma, mas hoje voltei a gostar...

e sei o que acabei de escrever te vai passar ao lado, mas quis comentar na mesma...
Sem imagem de perfil

De Bad Girl a 27.03.2008 às 15:52

Eu até adivinho que a razão principal para a “ala masculina” comentar, não diria em peso, mas maioritariamente, este post estará relacionada com o facto de este “malabarismo” ser aceite socialmente (quase exclusivamente) para o comportamento masculino. O “olhar de frente” para a realidade de que poderão eles também ser alvo de malabarismos vários deve magoar o ego. Tudo muda quando deixamos de ser o “malabarista” e passamos a ser o prato...

Quanto à louça que se usa lá em casa, não há cá Vistas Alegres. Os pratos que entram lá em casa estão preparados para tudo, desde ir à máquina a serem colocados com mais força na mesa. Pagar € 30,00 por um prato que nos obriga a lavar a louça à mão e ainda a ter de ter mil olhos ao usá-los ou a guardá-los não é para mim... Também não faço conjuntinhos de pratos Fátima Lopes, ou lá de quem é, que saem nas revistas cor-de-rosa. O que dá gosto, nestas coisas, é poder escolher o que queremos. Custe o que custar. Dado, vá-se lá saber porquê, não tem o mesmo gosto...

Rui, fugir a artistas circenses? Não sei se fazes bem... é que fugir à mulher barbuda é prudente... mas já evitar a contorcionista...

Comentar post


Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D