Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




(Mensagem para o árbitro Jorge Sousa)

por Bad Girl, em 27.11.10

Em supondo que o caro Jorge entrava encapuzado e com uma arma na mão por um banco adentro e gritava: "Isto é um assalto!". Ainda assim, seria menos óbvia a sua vocação para roubar.

 

Obrigada e boa noite!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ontem a notícia era que a Geórgia tinha trazido 80 prostitutas na sua comitiva. Alegadamente estas haviam entrado no hotel "disfarçadas" de mulheres dos membros da comitiva. Os arménios investigaram e chegaram à conclusão que não. Sou obrigada a concluir que eram mesmo as mulheres deles. Para a próxima, vistam-se melhorzinho, está bem?

Autoria e outros dados (tags, etc)

This dummy is not on strike

por Bad Girl, em 24.11.10

Cara delegada sindical,

Das coisas inteligentes que vi serem feitas nos últimos tempos, uma delas é, sem dúvida, a brilhante abordagem com que fui brindada esta manhã à entrada do emprego.

Partindo do pressuposto que eu não sou propriamente imbecil, o facto de estar a chegar ao meu local de trabalho às oito e meia da manhã devia tê-la remetido ao silêncio quando optou por perguntar: “Veio trabalhar?”. O tom, minha grande anormal, o tom também não ajudava em nada. O facto de eu ter sobranceiramente ignorado esta questão devia ter dado umas luzes para as entrelinhas e o silêncio, esse que é de ouro, devia ter sido o actor principal desta cena. Mas não. Inconsciente do quão desprovida de conveniência estava a ser, a caríssima (que deixaria morta de inveja qualquer peixeira do mercado do Bolhão), prosseguiu aquilo que estava a ser um trajecto brilhante e questionou: "O patrão paga-lhe bem, é?". Olha, vai-se a ver e até paga. Não que (ao que me parece) esteja de alguma maneira relacionado com o tema da greve em si. Mas quem sou eu para questionar o que quer que seja? Eu nem sequer sou sindicalizada. Afrontada pela minha indiferença, a senhora delegada decidiu partir para todo um novo nível de baixaria e vai de dizer, num tom alterado, desmedido e salpicado de raivosos perdigotos que:

1 - É por causa de pessoas como eu que as coisas estão como estão.

2 - Eu sou uma estúpida que não é solidária com a luta de um país.

3 - O patrão havia de me cortar o salário ao meio.

Eu juro que queria continuar calada e seguir o meu caminho. Mas tive que dizer à senhora que lhe agradecia. Confirmei que, se a luta é encabeçada por pessoas como ela, eu estou na trincheira certa.

Ela lá ficou, a esbracejar e a cuspir perdigotos a quem passava.

 

Vamos lá ver se nos entendemos: a greve é um direito. Não é um dever. Eu não julgo as pessoas que reclamam do pouco dinheiro que ganham, abdicando de um dia de salário. Mas não dou o direito a ninguém de me julgar sobre este assunto. E percebo que, se esta mentecapta que se cruzou comigo esta manhã é um exemplo do que são os sindicatos, então nunca nenhuma greve será levada a sério. Por mim, pelo menos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Das coisas que nunca hei-de entender...2

por Bad Girl, em 23.11.10

Pessoas que estão num país estranho e a primeira coisa que fazem é procurar um restaurante com comida portuguesa.

 

Fazem cá um bacalhau com broa!!!...

 

WTF?????????????

Autoria e outros dados (tags, etc)

Das coisas que nunca hei-de entender...

por Bad Girl, em 23.11.10

Pessoas que olham para uma ementa e, no meio de todas as opções, escolhem húmus.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Importava-me se ele fosse pobre, isso sim.

por Bad Girl, em 23.11.10

Autoria e outros dados (tags, etc)

Querida greve,

por Bad Girl, em 23.11.10

Desculpa não poder estar contigo amanhã, mas a essa hora tenho que trabalhar.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Viajar de avião, portuguese style

por Bad Girl, em 22.11.10

Regra número 1: é sempre necessário comportar-se como se estivesse a viajar numa low cost. A prática leva à perfeição. Apesar de ter lugar marcado, não descure os treinos: assim que vir um funcionário dirigir-se para a porta de embarque, ainda que esta não esteja aberta, levante-se e coloque-se de imediato diante dele. Se alguém foi mais rápido, comece a pensar no que fez de errado. Independentemente do seu lugar na fila e do tempo que irá levar até abrirem a porta de embarque, mantenha-se em pé.

Vantagens: na próxima vez que viajar em low cost, estará preparado para se sentar num lugar à escolha, sem ter que acotovelar ninguém.

Desvantagens: cansa.

Desvios: se os gajos da companhia aérea, em prol de uma alegada organização chamarem, por exemplo, os lugares 17 ao 26 para serem os primeiros a embarcar, e o seu lugar for o 10.

Regra número 2: nunca coma comida do avião. As empresas de catering das companhias aéreas, toda a gente sabe, fazem parte de um plano maquiavélico dos extraterrestres para dominarem o mundo. Não importa quantas vezes já tenham comido na Companhia das Sandes, no McDonald's ou na Badalhoca. A comida do avião não deve, sequer, ser colocada à nossa frente.

Vantagens: as invasões alienígenas estão cada vez mais longe deste planeta, graças a si.

Desvantagens: é provável que tenha de parar num McDonald's, a caminho de casa.

Desvios: se não come, qual a desculpa para pedir um copinho de tinto?

Regra número 3: nunca colocar a bagagem de mão nas bagageiras. A carteira, o computador e as compras do free shop cabem perfeitamente por baixo do banco da frente. Se o voo não tiver mais do que 3 horas, as cãibras nas pernas são perfeitamente suportáveis.

Vantagens: ninguém lhe irá roubar os caramelos e o perfume que acabou de comprar.

Desvantagens: não poderá cruzar as pernas, esticar as pernas, pousar os pés no chão e respirar de forma normal.

Desvios: se estiver em cima da asa e, depois de aquela gente totalmente desprovida de amor pelos seus bens materiais ter colocado toda a bagagem na bagageira, vier um(a) funcionário(a) dizer-lhe que não pode ter a bagagem ali.

Regra número 4: a partir do momento em que as rodinhas do avião toquem a pista de aterragem, solte o cinto de segurança de imediato, ignorando a voz que diz "por favor mantenha o cinto apertado até que a luz de apertar cintos seja apagada.". Essa malta não sabe nada da pressa das pessoas. Tendo tirado o cinto, não deixe de se levantar e ficar com o pescocinho torcido naquele lugar pequenino. Tudo isto deve ser feito apenas e só depois de ter ligado o telemóvel.

Vantagens: se o avião fizer uma manobra mas arrojada, pode sempre cair no colo da medricas do lado, que permaneceu sentada e com o cinto de segurança apertado.

Desvantagens: a exposição do pescoço ao tecto do avião pode provocar torcicolos.

Desvios: o hiato que separa o toque das rodas do avião na pista da abertura de portas pode levar entre cinco minutos e duas horas.

Regra número 5: na altura de recolher a sua bagagem, não deixe que ninguém possa, sequer, respirar perto da mala. Descubra o tapete antes de todos e corra para o local mais próximo da saída da bagagem.

Vantagens: se o aparelho cuspir a sua mala com força, está mesmo ali a jeito de a apanhar.

Desvantagens: se a sua bagagem for a última, é provável que tenha levado alguns encontrões de pessoas tão ciosas dos seus pertences como você.

Desvios: se lhe perderem a bagagem, vai sentir-se estúpido por ter ficado a contar todas as malas que a máquina cuspiu.

 

 

Por fim, a rainha das regras: bata sempre palmas à aterragem. Não pense, sequer, que a cabine do piloto é à prova de som. Se gostou, aplauda.

 

Posto isto, boa viagem!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu cá não pedi nada a ninguém

por Bad Girl, em 21.11.10

A confiar no Correio da Manhã de sexta-feira (eu sei, é um mau princípio de conversa), o candidato Fernando Nobre escreveu na sua página do Facebook que "em prol de um desígnio para o país" deu "tudo o que tinha (...). É o esforço de uma vida, minha e da minha mulher. Dêem os vossos donativos (...)".

Acho absolutamente extraordinária esta capacidade altruista que têm os nossos candidatos à presidencia. Se, por seu lado, o Prof. Cavaco Silva, abdicou da sua reforma e do seu tão ansiado descanso pelo "dever" de se recandidatar, já o Dr. Fernando Nobre acha que o país deve pagar-lhe a campanha, já que foi por seu desígnio que ele se meteu nisto. Ora, na semana que agora acaba, passei por uma loja da Jimmy Choo. Eu JURO que os sapatinhos belíssimos que estavam na montra me chamaram mil vezes. Eu podia ter seguido um desígnio do meu armário, que encarecidamente me pediu aqueles sapatos. Depois? Ora depois eu lamentava-me profundamente no Facebook que só havia seguido um desígnio do meu armário, e pedia uma "mãozinha". Mas não. Porque a minha mãe sempre me ensinou que quem não tem dinheiro não se mete em aventuras. E quem ouve vozes... vai ao médico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dos amores perdidos

por Bad Girl, em 20.11.10

 

Peço que relembrem agora o vosso primeiro amor. Um amor absolutamente devoto, quase platónico. Amor por aquele que se passeava a uma distância tão grande que não dava para tocar, mas tão curta que não dava para ignorar. Talvez esse amor se tenha transformado, num dia de sorte, nuns beijos na boca e em algumas promessas nunca cumpridas. Esse amor, pelo qual levamos uma vida a suspirar, a pensar o quão bom teria sido, se as promessas se tivessem cumprido. Imaginem que recordam com nostalgia esse amor, durante toda a vossa vida. E que o reencontram, uns anos depois. Envelheceu mal. Perdeu allure. Suspiramos e agradecemos ao universo pela promessa não cumprida.

 

Para mim, esse "amor" é Londres.

 

A foto é minha, de Camden, e eu sei... está muito boa.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D