Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




E agora? Deixo de falar com o MQT?

por Bad Girl, em 05.06.13

Sporting corta relações com FC Porto

E qual de nós vai dormir para a sala?

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Bad Girl, em 04.06.13
Já que falamos no maravilhoso mundo laboral, ocorre-me debitar raciocínios sobre outro assunto que considero pertinente. E sendo este o meu blogue, a pertinência avalia-se pela vontade do proprietário.
Ora, laboralmente e não só, eu já fiz merda. Laboralmente não terá sido muita, mas há merda que foi feita. Por falta de tempo, execsso de trabalho, distracção ou, até, sem razão aparente. Curiosamente, e disso posso gabar-me, nunca atirei as culpas da merda que fiz para ninguém. Nem para cima (que eu não sou tola nenhuma), nem para baixo (que isto de atirar merda para quem reporta a nós é tão estúpido como dar um tiro no pé) e nem para o lado. O lado é confortável. O lado, se for mais fraco um bocadinho que seja, é o patinho ideal para atirar. É ao lado, não nos vai despachar à primeira oportunidade porque não pode, nem nos vai faltar à mesma primeira oportunidade. Está ao lado, eu atirei-lhe a merda para cima, ele foi apanhado de surpresa e, diga o que disser, faça o que fizer, cheira mal e não há nada que possa fazer quanto a isso. A curto prazo, pelo menos.
Mas não podemos ser uma pessoa no trabalho e outra em casa. Não podemos deixar o carácter no carro quando vamos trabalhar. Se somos uns trastes que não conseguem assumir as falhas no trabalho, somo-lo também na vida. E que triste deve ser a pessoa que é tão pequenina, tão pequenina, que não consegue encher o peito, levantar a cabeça e dizer: "Fui eu que fiz. Errei. Como posso fazer para resolver esta situação?". Claro que é melhor não errar. É melhor ser perfeito. Mas as pessoas, porque são pessoas, falham. Erram. Fazem merda. E é mais dignificante não errar ou ter coluna vertebral para assumir que se errou? Eu cá acho que são ambas igualmente dignificantes. Mas que uma delas é impossível.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Bad Girl, em 03.06.13
Vi hoje o "Repórter TVI" sobre sítios fantásticos para trabalhar. Sítios onde às pessoas é dada a importância que elas devem ter. Conheço de perto três dessas empresas. Uma delas é um bocadinho bullshit, a coisa não me parece que seja bem assim. Nas outras duas, e suponho que em todas as outras da reportagem, é mesmo assim. As pessoas são tratadas como merecem. Como peças essenciais na empresa. Infelizmente há um problema de fundo nos gestores deste país. Conheço pessoas que vivem climas de terror diários. Conheço empresas que têm à frente gestores que acreditam que ameaçar com o despedimento é a melhor forma de manter um colaborador na linha. Como se a linha fosse algo de interessante. Como se estar na linha contribuísse para a estabilidade da empresa. Conheço gente que ameaça os colaboradores para que eles sejam criativos. Como se a criatividade viesse assim. Conheço gestores que hoje estão bem dispostos, amanhã já não. E os colaboradores não andam ao sabor do mercado, das necessidades dos clientes ou da sua garra. Andam ao sabor do humor de quem manda. Conheço gente - e muita, garanto - que acha que as pessoas não devem cumprir horários. Que têm de ficar além da hora de saída. Apenas porque sim, ainda que não tenham nada para fazer, mas sair às seis é um pecado capital, aos olhos de alguns gestores. Gestores do quê? Que gente é esta, que dá a cara por negócios que não compreende? Que gere equipas que nunca estão à altura? Gritos, conheço gente que grita com os seus colaboradores. Não porque estes levaram o negócio à falência, mas só porque eles acordaram do lado errado da cama. Paixão. O que falta a estes gestores, tantos que há por aí, é paixão. Paixão pelo negócio que representam. Paixão pelo que fazem. A adrenalina não deve vir dos gritos, da humilhação pública, de ter uma equipa de pessoas aterrorizadas pela iminência do desemprego. A adrenalina deve vir do sucesso, dos resultados. E esses não se atingem com um bando de soldadinhos de chumbo que, aos poucos e poucos, vão perdendo a vontade e o amor à camisola. Porque a camisola é apertada, sufocante. Faz calor no Verão e não protege no Inverno. Tenho a certeza que algumas das pessoas que eu conheço, gestores tiranos, olharam para a reportagem de hoje da TVI e acharam que aqueles tipos que ali apareciam não sabem nada da poda. Gente cheia de ideias revolucionárias, que há-de acabar traída pelo bando de gente indisciplinada que criou. Tenho tanta, mas tanta pena que as pessoas não percebam que são apenas tão bons líderes quanto o pior elemento da sua equipa. E que, de cada vez que humilham, insultam e acusam alguém, estão apenas a classificar-se como líderes. Um dia, talvez, a reportagem seja sobre a meia dúzia de dinossauros tiranos que ainda subsistem nas empresas portuguesas. Nesse dia, posso garantir, não haverá notícias sobre a crise. Porque essa, já repeti até à exaustão, é sobretudo uma crise de valores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D