Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Conhecem aquela música que diz:
"I don't want a lot for Christmas
There is just on thing I need
I don't care about the presents
Underneath the Christmas tree
I just want you for my own
More than you could ever know
Make my dreams come true
All I want for Christmas...
... it's YOU..."
Esqueçam!.... São tangas. Mesmo em pleno Inverno, gostamos de ter mais do que apenas os pés quentinhos. Amor e uma cabana? Isso já era, e nem no Natal se nos melhora o espirito materialista. Nós queremos é presentes!A questão é: que presentes, e de quem? Cá vai um pequeno breviário (um autêntico bote de salvação para os moços que chegam aos shoppings portugueses em maior quantidade e mais 'baralhados' que as tropas aliadas que desembarcaram na Normandia...). Aproveitem estas dicas. São grátis, bem intencionadas e extremamente úteis. A verdade é que eu devo estar parva!... Primeiro passo: classificar.
Listem as pessoas a quem querem (ou devem) dar presentes. Longe de mim estar para aqui a dizer o que vocês deverão dar às mães ou aos amigos da bola. O que interessa são elas. E, para elas, há 3 tipos de presentes:
- Os que têm de ser dados.
- Os que nos apetece dar.
- Os que não temos dinheiro suficiente para comprar, mas que eram exactamente aqueles que queriam.

Depois há as mensagens que um presente pode passar: a certa e a errada.
Quanto à certa não há muito a dizer, a não ser BINGO!
A errada tem duas vertentes: é errada porque a pessoa interpreta mal a mensagem, ou é errada porque vocês não passam a VOSSA mensagem.
Para as prendas que dão porque tem mesmo de ser, devemos sempre apostar em algo muito neutro: desde a caixa de chocolates (que pode ir da edição de Natal da Toblerone ou do After Eight - não há muita gente que resista a um Toblerone - à caixa de Natal da Godiva, dependendo das bolsas), aos CDs ou livros: aqui é importante uma de duas coisas: que saibam o que a outra pessoa ouve ou lê, ou que coloquem o belo do talão de troca no embrulho. Em caso de falta de paciência, há sempre o cheque-brinde. Impessoal q.b. Eu não aprecio. Prefiro os livros aos CDs, e os CDs aos chocolates. Em caso de chocolate, Toblerone, claro. Mas não suporto ser corrida a chocolates por pessoas que me conheçam relativamente bem. Os livros e os CDs aceitam-se. Para lembranças que devem ser mais pessoais, um cachecol não cai mal.
Um conselho: não comprem roupa para oferecer. Nada mais frustrante do que passar numa montra dois dias depois do Natal e vermos tudo com 50% de desconto.
Fechado que está o capítulo dos "fretes", passemos à segunda fase: as amigas. As melhores amigas, as amigas queridas, as amigas recentes... não se misturam!
As melhores amigas podem ser presenteadas com tudo o que vos der na cabeça: lingerie, pijamas, perfumes, bijuteria. Vocês conhecem-nas bem para saber o que querem, do que gostam, o número que vestem. A estas, vocês podem perguntar o que é que elas querem para o Natal, e contar com uma resposta realista e sincera. Se pensam dar-lhe um perfume, perguntem-lhe qual. Se querem dar-lhe lingerie, a cor e o número. Os presentes das melhores amigas encontram-vos sem ser necessário vocês os procurarem. Aquele cheiro que vos lembra ela, a agenda que ela precisa, aquele pendente que ela gostou... até coisas para a casa! Para as melhores amigas só há o problema de, às vezes, o dinheiro não ser suficiente para lhes dar o que elas merecem. A vantagem é que não levarão a mal...
As amigas queridas são como o código postal. É meio caminho andado. Para passarem a melhores amigas, ou para serem amigas coloridas. Certifiquem-se que estão na mesma onda: não lhes ofereçam lingerie se querem mantê-las como amigas, e não as corram a chocolates se querem dar-lhes a volta.
As amigas recentes são uma caixinha de surpresas. Arrisquem, se quiserem, com um perfume, não sugiro nada mais do que isso. Um cachecol também não é má ideia. Ou um lenço. Brincos, se elas os usarem.
Quanto às mulheres especiais, desde que haja dinheiro e vontade, não há limites:
Fins de semana românticos, um voucher para um Spa, lingerie, a carteira que ela anda a namorar há semanas... Mas o que ela quer mesmo??? Um presente "exclusivo", pensado só para ela. Difícil? Não. Que tal um cabaz de Natal com coisas que têm a certeza que ela vai gostar? Um perfume, um CD, um livro... tudo a cara dela! O creme (caro) que ela usa e vocês sabem que está a acabar, presentes para serem usados a dois: um cesto com velas, espuma de banho,..., só têm de dar largas à imaginação.
É claro que há mulheres que não se contentam com nada menos que uma jóia, e há aquelas que parecem reagir bem a tudo, seja um alfinete ou um carro. A minha sugestão é que não percam muito tempo a tentar encontrar o presente ideal para toda a gente. Num Mundo perfeito, todas as pessoas terão uma outra que encontrará o presente que ela mais queria. Parem para pensar, dediquem algum tempo a lembrar-se de tudo o que viram das pessoas especiais neste ano que passou. Elas não estarão à espera de jóias, carros ou viagens à volta do Mundo. Estão à espera de um presente que possam abrir com surpresa e dizer:
- Como é que adivinhaste?

Espero ter ajudado alguns cavalheiros em apuros. Se não ajudei, paciência. Se ajudei pelo menos um, já valeu a pena todo o tempo que eu passei a olhar para o écran...
Fica, porém, a promessa de que no próximo post tudo voltará ao mau feito do costume!...
Quanto a mim e às minhas prendas de Natal? Hô, Hô, Hô...

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Loira a 29.11.2006 às 12:48

Essa do cabaz é muito boa ideia! Gostei mesmo! Bjos

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Bad face

Bad Girls go Everywhere - Blog

Promote your Page too

Importa lembrar, sempre


www.freetibet.org


(nem sempre consigo creditá-las. Serão retiradas se alguém se sentir lesado)

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

(de borla, pelo menos...)

From Geek in Pink