Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

Ainda estou em choque. O meu coração está acelerado e as minhas pernas ainda não pararam de tremer. A TVI descobriu uma coisa de pôr os cabelos em pé dos seus telespectadores (e daqueles que, como eu, não são telespectadores pela razão mais simples do mundo: entre 39 canais, a minha televisão optou por não dar a TVI. Sozinha, sem ninguém lhe pedir nada. Mas sosseguem, nem tudo são misérias na minha vida, eu tenho o TVI24...). Mas, voltando à descoberta do mês, do ano e quiçá do século: há laboratórios a pagar viagens a médicos. Vá, eu dou-vos dez minutos para recuperarem o fôlego e tirarem esse ar de estupefacção da cara antes de continuar.

Já está?

Eu sei que é difícil, mas já faziam um esforço, não?

Está?

Pronto, preparados ou não eu tenho de continuar, que a minha vida não é isto....

 

Então dizia eu que a TVI, sempre à frente do seu tempo, descobriu que não são os médicos que pagam as suas participações em congressos. Nem as viagens. Tampouco os hotéis. A TVI descobriu (todos num sonoro e uníssono "Ah!", vocês conseguem) que quem paga são os laboratórios.

 

A história começou, ao que me parece, porque um delegado de informação médica (DIM), daqueles que anda ali à volta dos médicos: "O doutor precisa de algumas coisa?", "Ai, senhor doutor que essa gravata fica-lhe tão bem!" (nada contra DIM. Tenho (tinha?) amigos DIM. É uma profissão como outra qualquer. E se é preciso ficar horas em pé à porta de um consultório para ser recebido por um médico para se ganhar a vida, seja. Há coisas que me parecem bem piores na vida) teve uma epifania de princípios (ou foi despedido e ficou com uma cabeça do tamanho de um elefante) e decidiu meter os papéis da tal viagem à Malásia a circular. E depois, achando eu que já nada mais me podia surpreender de uma forma tão intensa, a TVI descobriu que um outro laboratório fez o quê? Chamou médicos a um hotel (e disse o nome, porque o hotel não tinha nada que existir e vender salas de reuniões e quartos, era só mais o que faltava, estes cúmplices perigosos!...) e pagou-lhes para eles fazerem ou avaliarem ou o que seja algumas simulações de visitas de DIM. Eu chamo a isso consultadoria, mas os senhores da TVI dizem que é um crime gravíssimo, estes médicos. Maus, médicos, maus. Tau. Tau. Claro que a TVI NUNCA pagou viagens a actores e pseudo-VIP para ter entrevistas exclusivas. Os pivots que deram as notícias NUNCA receberam roupas dos senhores que aparecem publicitados no fim, nem NUNCA foram de viagem patrocinados por nenhuma revista. Não senhor, que nós cá somos purinhos. Temos uma integridade virginal. Certamente o departamento comercial da TVI nunca deu presentes de Natal (ou outros) às agências de publicidade que mais espaço lhe compram. Jamais Salomé!

Quantos agentes de viagens pagam as próprias viagens? Chamam-se Fam Trips e custam-lhes zero. Em todo o lado existe esta corrupção. E os produtos nos supermercados? São colocados aleatoriamente nas prateleiras, querem ver? E podem até alegar que tudo bem, mas medicamentos é uma coisa muito séria, e que isto pode interferir com a integridade profissional de um médico na altura de prescrever os mesmos. Esse argumento é um bocado parvo, na medida em que se TODOS os laboratórios patrocinam os médicos de forma similar, então os médicos estarão à vontade para prescrever o mais indicado para cada situação. Digam que eu tenho a minha ética demasiado elástica, pouco me importa. Acredito sinceramente que este tipo de corrupção é diário, constante e não tão grave como a imprensa quer fazer parecer. Chamem-me crente. Já me chamaram coisas piores.  

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D