Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A Nigella isto, a Nigella aquilo

por Bad Girl, em 12.04.10

  

 

Qual não foi o meu espanto quando o zapping do MQT parou logo ali na SIC Mulher, por alturas do horário nobre. A razão para isso? A porca da Nigella. E, de repente, ficamos assim: ele hipnotizado a ver a Nigella, eu atónita a ver a lata dele. Eu até já tinha percebido uma movimentação masculina em torno daquela fraude. Mas nunca pensei que ela me viesse bater à porta. "Fraude porquê?", perguntam OS leitores. Porquê, meus amigos? Porque ninguém entra numa cozinha vestido de branco dos pés à cabeça, cozinha, mexe na comida com a mão, lambe os dedos (gostam disso, não gostam?), geme de prazer quando prova a comida (oh, delicious! Oh, I love when we have to use a full pack of eggs on a recipe!), e depois vai para a mesa, juntar-se aos convidados, usando a mesmíssima roupa. Meus amigos, orientem-se. É tudo mentira. Eu também sou capaz de ir para a cozinha com a minha melhor roupa, saltear uns camarões tigre com alho. Parto os alhos com as minhas próprias mãos. Mexo tudo, e ainda meto o dedo no molho e o lambo lascivamente esse mesmo dedo, revirando os olhos enquanto gemo um nasalado "Hummmm! Adoro o sabor do alho acabado de dourar no azeite virrrgem, enquanto ainda está queeente!". É possível que, só neste processo, entre o azeite que salta em direcção a mim e aquele molho que pingou enquanto eu lambia os dedos, eu já tenha quatro nódoas. Mas pára aqui? Claro que não. Tenho de fazer crepes. E, apesar de ter batedeira, afago a bacia com os ingredientes no regaço e bato à mão. Assim fico corada. E ganho mais três nódoas. E lambo o dedo outra vez, para ver a consistência da massa. Exclamo algo como: "Hummm, este sabor a manteiga é de comerrr e chorar por MAIS!", e começo a fritar. Podia virá-los no ar, como os profissionais? Podia, mas isso não tem élan nenhum. Eu, cozinheira sensual, pego neles com uma espátula, pouso-os na mão, dou-lhes uma palmada e volto a colocá-los na frigideira. E fico com a mão ligeiramente queimada. Nada que não se aguente. Entretanto chegam os convidados e eu recebo-os. Com as mãos a cheirar a alho, um bocado de molho enfiado numa unha, um bocado de massa de crepe enfiado noutra, o cabelo a cheirar a grelhados, cerca de 10 nódoas na roupa e uma mão ligeiramente queimada. Isto, meus amigos, é a vida real. Se acham que estou a mentir, rumem à cozinha e experimentem.       

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D