Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Do azar e das bestas

por Bad Girl, em 25.06.10

Por ter resultado tão mal a experiência do amigo 444 e tendo eu esta veia masoquista que me conhecem, atiro-me de cabeça a solicitar ao amigo 666 uma sugestão de tema para um post. Apesar de esta vez ter corrido muito melhor, e de a Sara Figueiredo me ter dado a sugestão que está no título, a coisa ainda se fez esperar quase duas semanas. Não que eu não tenha o azar de não me cruzar com uma ou outra besta pelo caminho. Aliás, ontem mesmo recebi um mail de um não admirador, que rezava o seguinte:

“Interessante? Foda-se, onde é que tu és interessante? A sério, acho sempre curioso como o povo é pequeno mesmo nos saltos altos. Lê Baudelaire e mesmo assim continuará a pesar-te a capa dura.”

Ora o nobre leitor decidiu dirigir-se a mim, povo, para perguntar onde é que eu sou interessante. Neste momento, Vossa Alteza, sou interessante no Porto, que é o local onde me encontro. O criaturo, nomeie-se assim, acha sempre curioso que o povo seja pequeno, mesmo nos saltos altos. Eu não me vou armar em intelectual da treta, até porque sim, sou do povo, vil ofensa que me faz Sua Alteza, ao achar que me insulta chamando-me pelo nome. É a mesma coisa que dizer “vocês mulheres”. Só considero absolutamente desprovida de senso, redundante e completamente preconceituosa, mas pronto, eu não sou da nobreza, se calhar a nobreza é criada assim. Ora, voltando ao povo e ao salto alto, eu, talvez por não ler Baudelaire, não percebi. Acredito que a construção da frase esteja ao melhor nível, afinal estamos a falar de um nobre que lê Baudelaire, não há possibilidade de estar errado. Estará Sua Alteza certamente a recorrer a figuras de estilo que eu, por estar no meio do povo, desconheço. O criaturo, porém, tem um coração nobre. Primeiro solta um “foda-se”, para poder aproximar-se do meu nível cultural. No fundo, é a mensagem dele para o povo em geral, aqui representado ao mais baixo nível pela minha pessoa, que diz que sim,  que também é capaz de resvalar no vernáculo. Depois o conselho, a mão passada pela cabeça, a luz da sabedoria partilhada comigo (e com todo um povo): que leia Baudelaire. Mas o criaturo sabe bem das limitações do povo. E sabe que não há Baudelaire que me retire a capa dura que me pesa. Mas cumpre-me informar Sua Alteza que a capa não é assim tão dura. Caso fosse, resvalaria nela a bestialidade que Sua Alteza cospe. E, em fúria, colocaria aqui apenas o seu nobre e-mail. Após uma busca no google encontraríamos não só o seu perfil no Facebook, como também um link para um blogue de um pseudo intelectualismo atroz, deserto de visitas e de comentários. Tal como escrevi outrora, publicidade grátis, aqui, não se faz. E, clássicos por clássicos, guarde lá o Baudelaire junto do brasão. É que eu prefiro os russos. Deve ter a ver com o facto de eu ser do povo. 

 

Citando Baudelaire: O público é, relativamente ao génio, um relógio que se atrasa.” – pode ser que venha a entender-me um dia, Alteza.       

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D