Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




...

por Bad Girl, em 19.07.13

Há "tradições" que Portugal persiste em perpetuar. Há "tradições" que Portugal insiste em celebrar. E há "tradições" que Portugal existe em ignorar. A violência doméstica cumpre dois destes três.  

Diz o povo que "entre marido e mulher não se mete a colher!". E o povo acredita nisso. Estranhamente, parece que todo o sistema de "justiça" (sim, assim, com a letra pequena e entre aspas, às vezes não me merece mais) compactua com este "príncipio" de vida.

Já aqui partilhei, há muito tempo, uma história pessoal, que envolvia um pateta com aspirações a abusador.

Sorte minha, a besta pegou na sua doença mental e desapareceu. Mas, infelizmente, a maior parte das vítimas não tem essa sorte. Esta semana foi a Josefina . Condenado por violência doméstica, o animal que vivia com Josefina viu a sua pena ser suspensa (?) por um juiz que não merece a toga que veste. Pôde, não estando sujeito a medidas de afastamento, voltar para casa da vítima, para poder continuar a ter um saco de pancada. Esta semana matou-a. À catanada. Este ano já morreram, pelo menos, 23 mulheres às mãos dos animais com quem tiveram a infelicidade de partilhar uma vida. Josefina foi uma delas. Viu o marido voltar para casa com uma recomendação do Tribunal para se tratar do alcoolismo. Viu o marido ignorar esta sugestão e matá-la. Eu conheço uma Josefina. Que não se chama Josefina, mas que tem uma história muito parecida. Depois de inúmeras queixas na esquadra, e com a ousadia de querer, finalmente, proteger crianças de verem aos 4, 9 e 12 anos o que nem sequer uma pessoa crescida devia ver, a "minha" Josefina trocou a fechadura da porta da casa que a besta dela abandonou. Em mais um dos seus episódios patrocinados pelo álcool, o animal desatou a dar pontapés à porta enquanto cuspia impropérios, deixando todos os que estavam dentro de casa aterrorizados. Chegada à polícia, a minha "Josefina" ouviu o senhor agente de autoridade dizer-lhe: - Ai mudou-lhe a fechadura? Se fosse comigo eu também não descansava enquanto não deitasse a porta abaixo. Ridículo? Nada, se comparado com o julgamento de uma pessoa que foi apanhada a conduzir bêbeda inúmeras vezes, que tem mais um processo por porte de arma ilegal, queixas sem fim de violência doméstica mas que, segundo a juíza (sim, é MULHER) é apenas um rapaz que devia ter direito a uma segunda oportunidade, sendo esta Josefina tratada, durante o seu depoimento, como um monstro que se acha no direito de negar essa oportunidade ao rapaz. É isto. E depois as Josefinas aparecem mortas. O povo faz vista grossa e as figuras de autoridade, a quem pagamos para nos proteger, não o fazem. Vergonha. Tenho vergonha deste país. Já disse e volto a dizer: não há crise que não a de valores.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D