Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Querida pessoa gorda,

por Bad Girl, em 25.09.13
Talvez ainda não nos conheçamos, mas sei de fonte segura (a História), que certamente iremos fazer uma viagem juntos. Talvez não seja para tão breve, talvez seja já amanhã. Não sei. Só sei que o universo tratará de te colocar ao meu lado numa viagem de avião. É como a morte e os impostos: se há um gordo a bordo, o lugar dele é ao lado do meu. Quanto mais pequeno o avião, mais gordo o gordo. Às vezes o universo decide contemplar-me (isto deve ser só nos dias em que me porto mesmo muito bem) com DOIS gordos, um de cada lado. O que me leva para a minha grande questão, que no fundo é o que me preocupa: os gordos (estamos a falar de gordos daqueles que não precisam de cinto de segurança, pois ficam logo encaixados a partir do momento que se sentam e tirá-los de lá implica um "plop") não podem sentar-se de perninhas fechadas? E os cotovelos, têm mesmo de estar sempre a cotucar as minhas costelas (quem diz costelas diz mamas)? É que se é para ser assim tudo bem, eu espremo-me à mesma contra a janela, mas o vizinho tem de pagar metade do meu bilhete, em honra da metade do meu lugar que está a ocupar. Depois há aquela outra coisa: o gordo entra no avião, encaixa-se no lugar, aperta o cinto (what's the point?), guarda a pasta (a pasta do gordo fica sempre debaixo do banco da frente e nunca na bagageira) e põe-se a ler as revistas. Vai comprar alguma coisa? Não vai. Mas abrir as asinhas para folhear a revista, lá isso... O mesmo se passa com a comida, que aquilo os gordos que se sentam ao meu lado são pessoas para querer comer com talheres até uma sanduíche mista, que é mais uma desculpa para estender a asa. E eu que me lixe, espremida contra a janela, Deus me livre de me dar a incontinência, que fico meia hora a pensar como é que vou pedir ao gordo que saia dali, plop certamente, e a aflição a aumentar, e o gordo sai mas vai - sempre, vai sempre - para o lado do corredor para onde eu tenho de ir, e o xixi ali a dizer-me para dizer ao gordo que já não aguenta mais, e eu presa no banco, a tentar que o senhor entenda sozinho que para ali não é caminho, e ele a pensar que a maluca o mandou sair do lugar e agora não se mexe, e o xixi a querer carta de alforria naquele minuto, o gordo finalmente percebe e eu corro para a casa de banho que, se eu tiver sorte (nunca tenho) está livre. Para voltar, é só pedir ao gordo (que já se sentou e voltou a pôr o cinto) e esperar uma vida inteira. À falta de gordos para andar de avião, o universo também me manda velhas conversadoras e bebés chorões. Nunca em simultâneo, que o universo tem-me muito respeito...

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!

 

Algo a dizer? BAD MAIL

badgirlsgoeverywhere (arroba) gmail.com

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D